Mia Couto fala da antologia “Do Índico e do Atlântico: contos brasileiros e moçambicanos”

 Mia Couto fala da antologia “Do Índico e do Atlântico: contos brasileiros e moçambicanos”

Mia Couto foi convidado a participar no sarau literário “Café com Livros”. No evento, o escritor irá falar da colectânea “Do Índico e do Atlântico: contos brasileiros e moçambicanos”, hoje, às 17h30, no restaurante Piazza Del Campo.

“Do Índico e do Atlântico: contos brasileiros e moçambicanos” reúne contos de sete escritores moçambicanos e sete brasileiros e a história da sua produção começa com um convite feito pelo escritor e editor Dany Wambire ao editor Vagner Amaro, da Malê Edições, para edição conjunta de um livro que ajudasse na promoção da literatura moçambicana no Brasil, e, igualmente, promovesse em Moçambique a literatura de alguns dos principais autores contemporâneos do Brasil.

Mia participa na colectânea com o conto Rosalinda, a nenhuma, o qual será lido de forma encenada, no evento, pelos actores Samuel Nhamatate e Eunice Mandlate. No conto, o escritor narra, de forma metafórica, uma história de amor póstumo entre Rosalinda e o seu falecido marido Jacinto.

A colectânea foi editada simultaneamente pela Fundza, da cidade da Beira, e pela Malê, do Rio de Janeiro, e visa contribuir para o intercâmbio cultural literário entre os povos dos dois países, uma iniciativa elogiada por Mia Couto. “Sempre foi minha preocupação fazer essa ponte entre gerações”.

Enquanto “esses jovens” não conseguirem ter um livro publicado lá fora, Mia Couto acha que antologias, como “Do Índico e do Atlântico: contos brasileiros e moçambicanos”, podem muito bem “projectar nomes diversos com tendências literárias diferentes”.

 

 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique