Polícia detém denunciantes dos ataques armados em Cabo Delgado

 Polícia detém denunciantes dos ataques armados em Cabo Delgado

A Polícia da República de Moçambique tem estado a deter os denunciantes dos ataques armados em Cabo Delgado.

A violação da lei de protecção de testemunhas foi apresentada na cidade de Pemba, durante uma reunião de auscultação pública sobre o desempenho dos agentes da lei e ordem, orientado pelo Comandante Geral da PRM, Bernardino Rafael.

“Desculpa senhor comandante, aqui em Cabo Delgado, quando denunciamos os suspeitos dos ataques armados, a polícia vem de madrugada em casa das pessoas que prestaram  a informação e levam para esquadra para ir testemunhar, mas muitas vezes acaba ficando preso. Como vamos continuar a denunciar assim”, questionou um cidadão que preferiu não revelar seu nome.

Entretanto, além das detenções arbitrárias, outra cidadã denunciou casos de roubos nas zonas de ataques armados, protagonizados por pessoas desconhecidas que não fazem parte do grupo de insurgentes, mas que aproveitam-se do abandono das aldeias para saquear bens nas casas da população.

“Senhor Comandante, logo que os insurgentes abandonam aldeia depois de um ataque, aparecem pessoas, sobretudo jovens que roubam os bens das vítimas. E o pior, é que os militares levam muito tempo a chegar nos locais onde ocorrem os assaltos”, queixou se a fonte que também não revelou o nome por razões de segurança.

O Comandante Geral da PRM, Bernardino Rafael, prometeu averiguar as denúncias, e orientou o comando provincial a resolver todos problemas apresentados pela população, que na ocasião queixou-se também, do elevado índice de criminalidade em Pemba, onde supostamente vigora um recolher obrigatório imposto pelas quadrilhas de assaltantes, vulgarmente conhecidos por Nacatanas, que supostamente controlam as ruas da cidade durante a noite.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique