“Quanto mais nível tem um estágio mais pronto estás para vencer”

 “Quanto mais nível tem um estágio mais pronto estás para vencer”

O seleccionador nacional de basquetebol, Iñaki Garcia, deu a conhecer ao “O País” os 13 atletas pré-convocados  para o estágio de uma semana no Ruanda, onde a selecção irá preparar a segunda volta das eliminatórias do grupo “D” para o Mundial  2019 na China


Com efeito, o espanhol escolheu Kendal Manuel, extremo que joga no Oregon State Beavers dos EUA; Pio Matos Jr., Orlando e Ermelindo Novela, Inélcio Chire, Augusto Matos, Octávio Magoliço e Dércio Mula (Ferroviário de Maputo), Ubisse, David Canivete, Ismael Nurmamade e Custódio Muchate (Ferroviário da Beira). Entretanto, destes, três serão dispensados e não vão integrar o leque dos 12 que disputarão a segunda volta, a realizar-se de 28 de Junho a 1 de Julho, em Dakar, Senegal. O seleccionador nacional disse, antes da viagem, que o ideal seria estagiar na Europa, até pelo nível competitivo que os jogadores encontrariam no velho continente. Garcia espera, no entanto, que a diferença entre estagiar em África e na Europa seja mínima.

Quais são os objectivos definidos para a segunda volta das eliminatórias para o Mundial?

Sabendo que vamos a um país como Senegal, sabemos que vão estar ao melhor nível, se comparado com o que exibiram em Fevereiro. Isto porque, desta vez, vão ter jogadores que evoluem nas ligas profissionais, mas logicamente que queremos nos qualificar. Vamos confrontar todos os adversários e procurar ganhar todos os jogos. Portanto, o nosso principal objectivo é qualificar a equipa à outra fase e daí ficarmos fortes para o que vier depois. De resto, mostrámos na primeira volta que podemos fazer muito, mesmo estando no início da época.

Contrariamente ao que estava previsto, o estágio já não terá lugar na Europa, mas sim no Ruanda. O que isto implica?

Vamos tentar fazer com que isto não afecte a nossa moral. Logicamente que quanto mais nível tem um estágio, mais pronto estás para atingir patamares mais altos. Contudo, estamos satisfeitos com o esforço que a Federação Moçambicana de Basquetebol está a fazer, porque vamos estagiar durante uma semana no Ruanda, onde vamos fazer dois jogos contra a selecção local, por sinal uma equipa de qualidade e que está noutro grupo de qualificação para o Mundial. Esperamos que, independentemente de ser na Europa ou em África, a diferença seja mínima possível, para que possamos atingir os nossos objectivos.

O grupo de que dispõe dá-lhe garantias de uma boa prestação na segunda volta da fase de apuramento para o Mundial 2019 na China?

Os que estão na selecção são os que realmente merecem. Na minha opinião, há jogadores que ficaram de fora, apesar de serem uma mais-valia. Infelizmente, a decisão foi outra. Mas estes são os representantes moçambicanos, vão fazer o melhor e eu tenho muitíssima confiança em cada jogador que levo, senão, teria feito outras escolhas. Enfim, eu confio em cada um deles e acho que vão dar o seu máximo para uma boa prestação de Moçambique.

Kendal Manuel, Augusto Matos e Octávio Magoliço são jogadores que não fizeram parte da convocatória para a primeira volta das eliminatórias do grupo “D” para o Mundial. Que mais-valia trazem estes jogadores à selecção nacional?

Alguns jogadores, como Edson Monjane, que estava lesionado em Fevereiro, convocámos agora. Infelizmente, Monjane não estará disponível por questões profissionais. Mas teremos Octávio Magoliço de volta, jogador que também esteve lesionado em Fevereiro. Ademais, contamos também com a prestação de Kendal Manuel, que joga numa universidade americana de alto nível. Acho que pode ser uma mais-valia para todos nós. Logicamente que este tipo de convocatória não é muito justo e serve para este tipo de competição, porque se trabalha um ou dois meses e leva-se o jogador que melhor está em forma. De referir que a recuperação de Octávio Magoliço e a presença de Augusto Matos, além de Kendal Manuel, que está a evoluir nos Estados Unidos, vão dar mais força ao grupo.

Quais são os  jogadores que leva ao estágio no Ruanda?
Nós agora temos 13 jogadores na lista. Depois do estágio no Ruanda é que vamos identificar os 12 atletas. Para a fase do estágio, contamos com os seguintes atletas: Pio Matos, Orlando Novela, Ismael Nurmamade, Augusto Matos, Kendal Manuel, Ermelindo Novela, David Canivete, Elvis Houana, Custódio Muchate, Octávio Magoliço, Inélcio Chire, Dércio Mula e Helton Ubisse.

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique