Solidaridad quer acabar com podridão de culturas em Manica

 Solidaridad quer acabar com podridão de culturas em Manica

A província de Manica é uma das maiores produtoras de frutas na zona centro do país. Entretanto as culturas têm sido perdidas devido a dificuldades de escoamento e falta de pequenas indústrias de processamento.

Para contornar a situação, agricultores e estudantes do Instituto Agrário de Chimoio foram capacitados em matéria de agro-processamento e certificação dos produtos. 

“A nossa intenção como Solidaridad é permitir com que os produtores tenham certificação da sua produção porque o que acontece é que os nossos produtores são muito limitados. Eles só conseguem fornecer seus produtos aos mercados informais.

Devido as exigências do mercado formal eles não conseguem fornecer produtos de alta qualidade”, afirmou Lúcia Matos representante da Solidaridad.

O Instituto Agrário de Chimoio e os produtores olham para a iniciativa como um balão de oxigénio, uma vez que com os conhecimentos adquiridos, os seus esforços na produção de frutas e vegetais deverão ser compensados através de vendas.

“Não é o problema de ajudar o instituto mas vai facilitar e ajudar a população da cidade de Chimoio a consumir produtos de qualidade”, disse Alfredo Manuessa, director do Instituto Agrário de Chimoio.

“Com essa formação tenho certeza que vai me ajudar a ter mercado para vender meus produtos com bom preço”, afirmou Alberto Zeca, produtor um dos produtores capacitado em agro-processamento e certificação dos produtos. 

Depois da capacitação, a organização mentora da iniciativa pretende instalar nos próximos dias na cidade de Chimoio uma indústria de processamento de frutas e vegetais.

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique