“Xiquitsi é um meio de integração social”

 “Xiquitsi é um meio de integração social”

Joaquín Torre é um dos convidados à sexta edição da Temporada de Música Clássica. Para o artista, o Xiquitsi é um projecto fantástico, mais do que pela música, pelos valores que transmite aos jovens, o que acontece com muita paixão e projecção internacional.

Segundo entende Torre, o Xiquitsi é uma forma de fazer da música um factor de integração social. “Poucas vezes temos observado um projecto assim desta natureza, que é qualquer coisa de milagrosa. Gostaria de felicitar Kika Materula, que tem uma força enorme e tem sabido dedicar-se ao Xiquitsi dia e noite”, afirmou o músico.

Uma das coisas que agrada Joaquín Torre na Temporada de Música Clássica de Maputo é o facto de o projecto incluir um concerto para pais e filhos, o que é importante porque a educação de música clássica e de arte em geral começa desde pequeno: “esta é uma maneira de introduzir as crianças no universo das artes. Estou muito feliz por fazer parte desta iniciativa nesta primeira semana da Temporada de Música Clássica de Maputo. Nestes dias, tenho observado que os mais jovens, que na verdade são também da minha idade, na música a idade não conta muito, mas a causa comum, entregam-se com muita dedicação e disciplina enormes nos ensaios. Sinceramente, é um prazer partilhar música com eles, um diálogo que, mais do que trabalho, tem sido um desfrute prazeroso”.

Para Torre, igualmente, a música é partilha e aprendizagem. Já não é só o ritmo, são as experiências, as viagens. Os instrumentos são apenas ferramentas de transmissão desses conhecimentos.

Joaquín Torre nasceu em Madrid, em 2000, dentro de uma família de músicos. Inicia os seus estudos de violino aos quatro anos com o professor Sergio Castro e de 2014 a 2018 frequenta a Escola Superior de Música Rainha Sofia na classe dos profs. Em 2018, ganha o primeiro prémio no “Mundi Talent Awards”, e em 2012 é segundo prémio no X Concurso Internacional de “Violinos pela Paz”.

Recebeu várias bolsas de estudo de instituições de renome como a Juventudes Musicales de Madrid, Cleveland Institute of Music, Heifetz International Music Insitute, Bowdoin International Music Festival, Fundación Albéniz, Comunidad de Madrid, e a Asociación de Intérpretes y Ejecutantes. Participou em numerosos concertos de norte a sul de Espanha, bem como Londres, Festival ArtDialog de Suíça, Bowdoin Musik Festival, Heifetz International Music Festival entre outros. É membro titular da Orquestra Jovem Gustav Mahler desde 2016 com quem realizou tournées pelas salas mais importantes da Europa. Torre é um dos convidados para a próxima série do Xiquitsi.


 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique