16Neto exibe filmes Etnográficos

16Neto exibe filmes Etnográficos

Os filmes etnográficos da antropóloga Margot Dias vão lançar a 4ª Edição do Festival Raiz, um evento que pretende prover a diversidade cultural enraizada em Moçambique promover ainda a valorização e reflexão em torno do património sociocultural moçambicano, reflectindo, igualmente sobre a tradição e suas transformações.

Este evento que marca o lançamento da programação a caminho do Festival Raiz 2019, vai realizar-se esta quinta-feira, às 18h30, no espaço 16Neto, em Maputo, com a mostra de importantes filmes para a compreensão de aspectos identitários do povo makonde, desde a sua emblemática actividade artesanal aos sistemas de parentescos.

A obra etnográfica de Margot Dias, realizada em Angola e Moçambique entre 1956 e 1961, no contexto das “Missões de estudos das minorias étnicas do ultramar português”, dirigida pelo antropólogo português Jorge Dias, seu marido, é considerada uma das primeiras utilizações do filme etnográfico no âmbito da antropologia portuguesa.

Ao lado do marido, Margot Dias, acompanhou os estudos que resultaram na publicação de quatro volumes de “Os Macondes de Moçambique” onde trouxe uma abordagem sobre o que considerou “tecnologias tradicionais”, referindo-se à cerâmica e cestaria, mas também uma análise aos ritos de iniciação.

Foi nesse contexto que Margot Dias, segundo o testemunho da própria, decidiu filmar os encontros e cerimónias como instrumento de apoio e auxílio à futura etnografia escrita, à semelhança do que sucedeu com os registos sonoros, destinados ao estudo da música e da língua.

De nacionalidade alemã, Margot Dias nasceu a 4 de Junho de 1908 em Nuremberga e viria a perder a vida em aos 93 anos em Oeiras, Portugal. Tinha diploma do Curso Superior de Música da Academia Nacional de Música em Munique.


 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique