Afinal Chawa assinou pelo TS Sporting ainda tendo contrato com “canarinhos”

Afinal Chawa assinou pelo TS Sporting ainda tendo contrato com “canarinhos”

Uma verdade que veio à tona sem meias medidas: Chawa é um fugitivo e obrigou o TS Sporting a cometer irregularidades previstas nos regulamentos da FIFA.

Fugitivo porque não está a cumprir com o contrato que tem com o Costa do Sol, já que tem contrato de dois anos, cuja validade termina a 31 de Dezembro de 2021, uma vez que assinou contrato de dois anos, mais uma de opção, em Fevereiro de 2019. É que o jogador não se apresentou nos trabalhos de preparação para a nova temporada e foi visto a treinar no TS Sporting, clube da segunda divisão da África do Sul, para onde se transferiu o central moçambicano Chico, ex-Ferroviário de Maputo.

Para além de que ao assinar o contrato com o TS Sporting, Chawa obrigou a sua nova colectividade a extravasar os limites impostos pela FIFA, segundo as quais as contratações devem ser fechadas por dois clubes, nomeadamente o clube onde o jogador actuava e o clube para onde o jogador vai. E no caso concreto não foi assim como aconteceu.

O TS Sporting assinou um contrato com Chawa sem a autorização do Costa do Sol, clube que detém os direitos desportivos e financeiros do jogador, para que o mesmo passe a representar o emblema sul-africano.

Através de um comunicado, os “canarinhos” deram a conhecer que vão entrar com uma participação junto das entidades que regem o futebol, nomeadamente a CAF e a FIFA, através, certamente, da Federação Moçambicana de Futebol.

No comunicado, datado de 13 de Janeiro deste ano, o Costa do Sol diz que “o clube tomou conhecimento, pelas redes sociais, que o atleta Chawangwa Jaonga, mais conhecido por Chawa, se encontra a treinar no clube TS Sporting, da segunda divisão da África do Sul”, sem que tenha sido informado antes, ao que veio a acontecer mais tarde. “O Costa do Sol foi, mais tarde, contactado pelo clube sul-africano a pedir a libertação do jogador, de nacionalidade malawiana”, escreve no comunicado.

Entretanto, e porque não foi uma negociação antecipada, os “canarinhos” esclarecem que “Chawa não se encontra autorizado, pela direcção do Costa do Sol, a treinar em nenhum clube ao qual não seja o dono dos seus direitos desportivos e financeiros” e que “o jogador, por vontade própria, mal aconselhado e assediado por outros interesses, encontra-se ausente do seu local de trabalho”.

Por conta destes argumentos, a direcção “canarinha” considera que o TS Sporting cometeu diversas irregularidades previstas nos regulamentos da FIFA, nomeadamente “ao abordar e assinar um contrato com um jogador veiculado contratualmente com o Costa do Sol, e não pediu autorização ao Costa do Sol para dialogar com o atleta Chawa”.

Por isso, o “Costa do Sol informa que não vai abdicar dos seus direitos, tendo feito uma participação as entidades que regem o futebol”, mesmo para ver garantidos os seus direitos e a justiça feita.

Recorde-se que Chawa foi um dos responsáveis pela conquista do título nacional pelo Costa do Sol, apontar 9 golos e fazer várias assistências para outros tantos golos de Eva Nga, coroado melhor marcador do Moçambola 2019, e Isac, segundo melhor marcador do Costa do Sol.


 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique