Aterro de Matlemele:Município e moradores chegam a acordo em relação às compensações

Aterro de Matlemele:Município e moradores chegam a acordo em relação às compensações

As cercas de novecentas famílias abrangidas pelo traçado do futuro aterro sanitário de Matlemele retomaram diálogo com o Município da Matola e já falam em consensos a alcançar no capítulo das compensações.

Foram sucessivas as paralisações na construção das obras deste que será o aterro sanitário de Matlemele. As populações opunham-se a edificação da infraestrutura. Rompeu-se o diálogo e todos canais de consulta entre as partes. Hoje houve reactivação das conversações, a comissão que representa os moradores reuniu-se com o presidente do município da Matola.

Estimava-se que parte das obras estivessem concluídas até ao início do ano em curso, tal como garantiu no ano passado o ministro da Terra Ambiente e Desenvolvimento Rural.

Tal não aconteceu devido, em parte, as sucessivas paralisações e reivindicações das comunidades locais. O Presidente do Município da Matola diz que com os consensos já alcançados será possível compensar as famílias.

O projecto do aterro sanitário inclui a construção de uma unidade de reciclagem de resíduos, com capacidade para 200 toneladas diárias, estação de tratamento de águas do aterro e um sistema para a produção de energia a partir do biogás.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique