Beira: Empresas afectadas pelo Idai retomam actividades

Beira: Empresas afectadas pelo Idai retomam actividades

Todas as empresas existentes na cidade da Beira sofreram danos ligeiros e ou graves aquando da passagem do ciclone há cerca de um mês. 24 delas que devido aos danos encerraram temporariamente e gradualmente foram reactivando as suas actividades.

A Capital Foods, por exemplo, uma das empresas do grupo de farinha para pão, foi uma das que viu-se obrigada a paralisar as suas actividades por de duas semanas.

Os trabalhadores agradecem os esforços das empresas, do governo e dos parceiros internacionais que muito contribuíram para manterem os seus postos de trabalhos e recuperar a vida na urbe.

O vice-ministro do trabalho, esteve nos últimos dias a inteirar-se do dia a dia de algumas empresas na Beira. Osvaldo Petersburgo mostrou-se satisfeito pelo esforço dos trabalhadores no restabelecimento das suas actividades, facto que está a contribuir para a restauração da economia nacional.

Em Sofala, de acordo com o INGC, a situação tende a melhorar. Um número significativo de pessoas estão a retornar às suas casas. Face a isso iniciou o processo de transição do processo de coordenação para a província.
Augusta Maíta diz que o processo de reassentamento deve ser acelerado.

Na Beira algumas escolas continuam a albergar os afectados do distrito do Búzi e de algumas zonas da cidade da Beira. Por seu turno, o edil da Beira, Daviz Simango indicou igualmente que a vida retornou a normalidade e mostrou-se satisfeito pelo esforço dos beirenses na retoma das suas actividades normais.

A autarquia da Beira deposita uma grande confiança na conferência de investimentos a ter lugar em finais do próximo mês, como catalisador para reerguer a vida social e económica da urbe. Refira-se que a conferência esta sendo co-organizada pelo governo central.


 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique