Ciclo de música clássica inicia esta quinta-feira em Maputo

Ciclo de música clássica inicia esta quinta-feira em Maputo

As cantoras líricas, Stella Mendonça e Sónia Mocumbi, juntaram-se para realizar “Moçambique ciclo clássico”, uma série de concertos com a pretensão de trazer ao país um conjunto de artistas capazes de exibir o melhor de música erudita. Com isso, o evento a inaugurar às 19h desta quinta-feira, no edifício Platinum, na cidade de Maputo, pretende, igualmente, ser uma plataforma para influenciar atitudes dos que gostam de música clássica.

Ao todo, este ciclo clássico levará aos apreciadores dos acordes resultantes da mistura de instrumentos como violinos, clarinetes e violas uma sequência de seis concertos a realizarem-se em diferentes salas. Desta forma, a organização vai procurar mostrar que em Moçambique é possível levar-se a cabo eventos de música clássica ao mais alto nível.

Dos concertos em causa, alguns vão acontecer em Março e Maio do próximo ano. No entanto, o espectáculo de estreia vai iniciar com O mundo do quarteto de cordas (The World of String Quartet), pelo Zambezi String Quartet, constituído por artistas de quatro nacionalidades: Theo Bross, da Alemanha, Tara Vinson, dos Estados Unidos de América, Jeanne-Louise, da África do Sul, e Ekaterine Triana, de Cuba. As obras escolhidas para a sessão inaugural pertencem a autores como L. van Beethoven, W. A. Mozart, J. Brahmas e G. Gershwin.

De acordo com Stella Mendonça, porque a música não é algo de passivo em Moçambique, com o projecto ciclo clássico vai-se apresentar concertos profissionais para serem um espelho para os jovens, porque “eles devem perceber que não há Beethoven de primeira classe para os europeus e Beethoven de terceira classe para os africanos. Já que a música clássica está a ser mais abrangente, o que nós queremos é criar uma plataforma que sirva para o intercâmbio internacional ser mais forte com profissionais que inspirem os mais novos”.

Considerando que a música clássica no país está a evoluir, a organização de “Moçambique ciclo clássico” esperara que a iniciativa seja, em cinco anos, uma referência nacional e regional, porque Maputo é vibrante no que diz respeito à cultura. Este cálculo depende da vinda de artistas consagrados, segundo Stella Mendonça, daí ter sido convidado ao espectáculo inaugural o alemão Christian Teiber (clarinete), para quem é um prazer enorme poder actuar em Maputo.

Ainda este mês, às 11h de domingo, na Fortaleza de Maputo, os artistas vão ecoar aos ouvidos do público obras de E. Bozza, W. A. Mozart, M. Ravel, G. Gershwin, J. Strauss, Soweto String Quartet, Disney e Elton John.

“Moçambique ciclo clássico” é realizado em parceria com o Grupo Société Générale, instituição com longa história de patrocínio no mundo da música clássica, com apoio a jovens artistas e também conjuntos e actores. Para o Administrador Delegado daquela instituição em Moçambique, Laurent Thong-Vanh, a sua instituição envolve-se nesta iniciativa musical porque, primeiro, em Moçambique faltam muitas iniciativas do género, e, segundo, porque identifica-se com a entrega de Stella Mendonça e Sónia Mocumbi no processo de elevar a música clássica: “Nós não podíamos ficar sem tentar ajudar a Stella e a Sónia pelos esforços que revelam na promoção de música clássica aqui. Gostamos de trabalhar com pessoas assim, com paixão pelo que fazem. Isso adiciona outro valor a este tipo de projectos”.

Este “Moçambique ciclo clássico” vai contar ainda com os seguintes artistas: Edward Wolf (trompete), Bernardino Beggio (piano), Alena Bravo (piano), Mariana Carrilho (Mezzo soprano) e Susana Steenkamp-Swanepoel (piano).


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique