Concerto + Eu, da “Menina do bairro”, amanhã no Franco

Concerto + Eu, da “Menina do bairro”, amanhã no Franco

“Menina do bairro”. De lá… onde falta “tudo”, menos a esperança… o sonho. Na verdade, aquele é o título de uma das músicas do álbum de estreia de Assa Matusse, intitulado + Eu. De igual modo, o título foi o escolhido para o concerto de logo à noite desta quinta-feira, no Centro Cultural Franco-Moçambicano, na cidade onde abundam várias acácias.

A apresentação de Assa Matusse, essa “menina do bairro” que já pertence ao mundo, vai iniciar às 20h30 e deverá durar uma hora e quarenta minutos. Ao Franco, a cantora de afro/jazz e outras coisas vai levar, maioritariamente, temas de + Eu. Todavia, porque há um álbum a ser lançado próximo ano, igualmente, Assa Matusse vai interpretar algumas músicas novas, mesmo como quem prepara o público para o que está aí a caminho.

Quanto à performance, a “menina do bairro” promete o habitual, mas com muitas novidades. Uma delas será a fusão dos seus temas do álbum mais + Eu com marrabenta. A pretensão é reverenciar o ritmo que lhe diz tanto. Portanto, quem já viu os concertos da artista há-de notar que as músicas conhecidas ganharam um novo arranjo.

No concerto de amanhã, eventualmente o último grande que Assa Matusse faz alicerçada ao primeiro disco, haverá duas convidadas. A primeira é Duduzile Makhoba, uma cantora que representa a amizade que dura há sete anos. “Conhecemo-nos por aí em 2012. Daí em diante mantemos contacto. Ela está a crescer muito na África do Sul, acompanhando, inclusive, grandes nomes da música daquele país. É uma grande cantora”, garantiu Assa.

A segunda convidada para o concerto “Menina do bairro” é de casa, e muito bem conhecida: Mingas. Nada ao acaso. Para Assa, Mingas é a personificação de uma diva. “A Mingas representa muito para mim. Ainda criança, fiz muitas interpretações das músicas dela”. E ambas já cantaram juntas num evento da UNICEF. Na altura Assa era adolescente. “Quis reviver esse passado”. Assim, as cantoras farão dueto em duas músicas: uma da “menina do bairro” e a outra de Mingas.  

Com efeito, a esta altura, Assa Matusse considera-se feliz pela recepção do público ao + Eu. “O álbum deu-me mais visibilidade, ainda que algumas pessoas não tenham compreendido muito bem o meu verdeiro estilo. É normal, no primeiro disco estamos ainda em descobertas”.

O espectáculo no Franco (cuja banda é composta por Stélio Mondlane, bateria; Válter Mabas, guitarra; Nicolau Cauaneque, piano; Nelton Miranda, baixo) acontece depois de Assa Matusse ter feito uma digressão pela Europa (Noruega, Portugal e Espanha), que durou 37 dias.

 

 

 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique