Covid-19: Governo precisa de USD 700 milhões

Covid-19: Governo precisa de USD 700 milhões

Após o registo oficial do primeiro caso do novo coronavírus em Moçambique, o Executivo de Maputo solicitou 700 milhões de dólares norte-americanos junto dos parceiros externos, para fazer face aos impactos negativos da pandemia.

A informação foi avançada esta segunda-feira, pelo ministro da Economia e Finanças, Adriano Maleiane.

O crescimento económico para este ano, foi revisto em baixa. A previsão inicial apontava para um Produto Interno Bruto na ordem de 4%, mas devido ao surto do Covid-19, o mesmo foi cortado para 2,2%.

O orçamento para a Saúde foi revisto, de 30 milhões de dólares para USD 50 milhões este ano.

"Em função dos novos acontecimentos, o Governo teve que rever a dotação orçamental que estava prevista para este ano. A saúde pública tornou-se uma prioridade", disse Armindo Tiago, ministro da Saúde, a saída do encontro com os parceiros externos.

O Fundo Monetária Internacional (FMI) referiu que “Moçambique tem muitos amigos que vão poder ajudar”. A solicitação de um fundo de emergência pode ser acionada.

Este fundo, segundo o representante-residente do FMI em Maputo, Ari Aisen, pode ser subtraído do pacote global de 50 biliões de dólares aprovado por esta instituição financeira internacional para os países afectados pelo Covid-19.

A fatia para Moçambique dependerá da quota do país no Fundo Monetário Internacional, explicou Ari Aisen.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique