COVID-19: Há mais de 27 mil mortos no mundo

COVID-19: Há mais de 27 mil mortos no mundo

Dados globais de até nove horas deste sábado, indicam que há, em 177 países do mundo, perto de 600 mil casos confirmados da Covid-19, 27.762 mortos e 131.777 pessoas recuperadas da doença.

O inimigo da saúde e de toda a humanidade continua a se espalhar pelo mundo, ceifando a vida de milhares de pessoas.

Até na manhã deste sábado tinham sido contabilizados em 177 países do mundo 598.245 casos confirmados da pandemia COVID-19, 27.762 mortos e um total de 131.777 pessoas recuperadas.

Os Estados Unidos da América lidera a lista dos países com maior número de infectados com 104.837 casos confirmados do novo coronavírus, mas o número de mortes continua reduzido, estando perto de mil.

A Itália está em segundo lugar na lista dos países em termos de número de infectados com 86. 498 casos positivos da COVID-19, mas o número de mortes continua o mais elevado do mundo somando 9 134.

Na China, epicentro do vírus, o número de infectados está nos 81. 947 e os óbitos pela pandemia são 3 299. Já a Espanha conta com 65.719 pessoas com coronavírus e 5.138 mortos. Os dados da Alemanha apontam para 50.871 casos positivos da doença e 395 óbitos.

A França é o sexto país com maior número de infectados com 33.414 casos confirmados e 1.997 mortes. Portugal contabiliza 4.268 pessoas diagnosticadas com COVID-19 e 76 óbitos.

Já no continente africano há 46 países atingidos pela pandemia e África do Sul é o país com maior número de casos da COVID-19 com 1.170 infectados e duas mortes confirmadas. Argélia está com 409 pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus e lidera o número de mortes ao contabilizar, até ao momento, 26 óbitos.

Ainda em África, Marrocos já conta com 345 infectados pela COVID-19 e tem um total de 23 mortos. Angola conta com 4 casos confirmados e nenhuma morte pela pandemia.

Mas nem tudo corre mal. Em todo o mundo, há 131.777 pessoas recuperadas da doença. Ainda assim, os países já com casos confirmados do novo coronavírus tem estado a tomar medidas severas como a declaração do Estado de Emergência, cancelamento de voos e encerramento de fronteiras para evitar a propagação da doença.

Na África do Sul, por exemplo, cerca de três mil soldados foram mobilizados em todo país para reforçar as medidas de isolamento por 21 dias. Sair de casa só para comprar comida ou para emergências de saúde caso não será punido com seis meses de prisão.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique