Criação do Fundo Soberano em Moçambique dependente da discussão do modelo a seguir

Criação do Fundo Soberano em Moçambique dependente da discussão do modelo a seguir

O Governo ainda não tem data para criação do Fundo Soberano para gestão das receitas provenientes da indústria extractiva. O instrumento foi mais uma vez a debate nas jornadas científicas anuais do Banco Central.

A definição do modelo do Fundo Soberano a seguir, tem sido o principal “Calcanhar de Aquiles” para Moçambique avançar em definitivo com a criação deste fundo, visando a gestão das receitas provenientes da exploração de hidrocarbonetos.

“É uma reflexão que está a acontecer e estamos a acolher contribuições da sociedade para encontrar o melhor modelo que se ajusta a Moçambique”, disse Adriano Ubisse, Director-nacional do Tesouro
 
Entretanto, Adriano Ubisse diz que não foi definido o prazo para criação do fundo.

“Penso que a dinâmica das discussões vai determinar o horizonte temporal, mas claro que é uma prioridade naquilo que são os objectivos do Governo”, acrescentou Ubisse.
 
O vice-presidente do Banco Africano de Desenvolvimento, Mateus Magala, um dos principais oradores das jornadas científicas do Banco de Moçambique, defendeu que o modelo a seguir deve estar alinhado com a realidade do país.
 
Refira-se, que o Fundo Monetário Internacional predispõe-se a apoiar na institucionalização do Fundo Soberano em Moçambique, elogiando a iniciativa do Banco Central levar a debate este tema.
 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique