Cruz Vermelha simula acidente para despertar atenção dos automobilistas

Cruz Vermelha simula acidente para despertar atenção dos automobilistas

No âmbito dos 37 anos da sua criação a Cruz Vermelha de Moçambique (CVM) simulou, esta terça-feira, um acidente de viação. O objectivo da simulação é despertar atenção dos automobilistas e peões sobre o perigo que os acidentes representam.

O presidente da CVM, Avelino Mondlane, disse que o índice de sinistralidade no país é muito alto e que o exercício de simulação é uma forma de endereçar uma mensagem positiva.

“ Achamos que desta forma as pessoas podem redimir-se e pensarem melhor antes de se fazerem à rua”, disse.

Mondlane apontou varias causas do alto índice de sinistralidades como falta de conhecimento, por parte de alguns peões, de como atravessar uma determinada estrada; a renitência em usar lugares impróprios para atravessar rodovias; o mau estado das viaturas; a irresponsabilidade de alguns automobilistas, entre outras, escreve a AIM.

Por sua vez, a Polícia de Trânsito (PT), que também participou da simulação, apelou aos automobilistas para pautarem pela prudência na condução.

Entretanto o Serviço Nacional de Salvação Pública (SENSAP) diz que a instituição está preparada e equipada com ambulâncias para responder com prontidão aos acidentes de viação.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique