Daviz Simango e Alberto Simango em rota de colisão na Beira

Daviz Simango e Alberto Simango em rota de colisão na Beira

O edil da Beira, Daviz Simango, critica a Federação Moçambicana de Futebol por não ter levado a delegação da Fundação FIFA ao Estádio Municipal para avaliar os estragos causados pelo ciclone Ida.

Daviz Simango não gostou da atitude da Federação Moçambicana de Futebol de politizar a visita da delegação da Fundação FIFA às infra-estruturas destruídas pelo ciclone Idai na zona centro e não poupou palavras para repudiar Alberto Simango Jr., a quem chamou de corrupto. Para Daviz Simango, não faz sentido que o Estádio Municipal, muito devastado pelo ciclone Idai tenha sido deixado de fora nesta visita da delegação da Fundação FIFA, encabeçada pela antiga estrela do Benfica e da selecção de Portugal, Nuno Gomes, e pela gestora geral da fundação.

O facto é que a Federação de Futebol não levou a delegação da FIFA ao recém-inaugurado Estádio Municipal da Beira, também devastada pelo Idai e, em troca, preferiu os campos do Estrela Vermelha e do Palmeiras, há muito degradados e que não recebiam jogos de futebol há anos, tendo inclusive muito capim no seu interior.

O edil da Beira diz mesmo que ao negar a visita “é uma exclusão” e repudia e condena a atitude, realçando que “a uma da Federação Moçambicana de Futebol é corrupta, tanto mais que nem fizeram questão de nos comunicar desta visita deste nível da FIFA”.
E como forma de repudiar a atitude da FMF, Daviz Simango diz que “mesmo o apoio deles, nós vamos reconstruir este Estádio que foi construído com os valores dos munícipes da Beira”.

Houve ou não entrega da cotação?

Entretanto, o presidente da Federação Moçambicana de Futebol nega que tenha havido exclusão e explica que na primeira visita da FIFA, há um mês, o Estádio Municipal da Beira foi contemplado. “O Estádio Municipal já foi visitado na primeira vez e nós já temos a noção da gravidade dos danos que ocorreram”, disse Simango Jr., que garantiu que a FIFA já recebeu a cotação dos estragos do Estádio localizado no bairro da Munhava: “A FIFA já tem a cotação feita pela entidade proprietária do Estádio e não está fora”, disse o presidente da Federação Moçambicana de Futebol.

Uma afirmação que foi desmentida pelo edil da Beira, que diz que Alberto Simango Jr. está equivocado no seu pronunciamento. “O Presidente da Federação Moçambicana de Futebol ficou de nos enviar o seu contacto de email, para podermos partilhar a cotação do Estádio Municipal da Beira com a FIFA, mas até hoje ainda não recebemos”, disse Daviz Simango que sentencia: “nós também não vamos pedir mais!”

Pelo sim ou pelo não, na passada segunda-feira o presidente da Federação Moçambicana de Futebol disse, na recepção à delegação da Fundação FIFA, que alguns clubes e instituições demoraram a enviar as suas cotações para que fossem enviadas ao órgão gestor do futebol mundial, tendo garantido que a mesma já tinha sido feita, após a recepção de todas cotações.

Apoio da FIFA chegará após relatório da delegação da Fundação FIFA
A delegação da Fundação FIFA chegou na tarde de segunda-feira a cidade da Beira, mas só na manhã de ontem, terça-feira, é que fez a visita as infraestruturas desportivas devastadas pelo ciclone Idai. A delegação visitou o “caldeirão” do Chiveve, os campos do Ferroviário da Manga, do Palmeiras e do Estrela Vermelha da Beira, o pavilhão dos desportos da Beira.

No final dessa visita, Nuno Gomes, que lidera a delegação da Fundação FIFA, disse que o apoio vai chegar após a entrega do relatório ao órgão gestor do futebol mundial. “O apoio que virá da FIFA é de reconstrução dos campos e das infraestruturas desportivas destruídas, nomeadamente as bancadas e os telhados que ficaram muito danificados, para além dos próprios pisos. É isso que a delegação da FIFA veio fazer, o levantamento das necessidades para depois, a médio prazo, poder voltar com essa ajuda”, garantiu Nuno Gomes.

Posta a visita às infraestruturas desportivas, a delegação foi a uma escola primária que se encontra degradada e no local, Nuno Gomes, Sêgbé Pritchett, Abel Xavier, Alberto Simango Jr. e outros integrantes da delegação, tiveram uma actividade de âmbito social, em que conversaram com crianças que foram afectadas pelo ciclone Idai, tendo oferecido material desportivo. Além de infra-estruturas desportivas, a delegação da FIFA visitou uma escola primária, onde distribuiu material desportivo.

Nuno Gomes disse que apesar de não ter sido uma visita desportiva, mas social, era importante que se fizesse, para se ter uma real visão do que realmente aconteceu após a passagem do ciclone Idai, como forma de saber que tipo de apoio dar às pessoas que ficaram afectadas.
As crianças e os professores ficaram satisfeitos com o apoio moral e material prestado pela delegação da Fundação FIFA e apelaram para que mais apoios cheguem, mesmo para minimizar os efeitos do ciclone.

A visita da delegação da Fundação FIFA foi de apenas um dia e ainda esta terça-feira a mesma regressou ao seu destino.

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique