Deputados dizem que falta de desarmamento dos homens da Renamo pode comprometer o processo

Deputados dizem que falta de desarmamento dos homens da Renamo pode comprometer o processo

A falta de conclusão do processo de Desarmamento, Desmobilização e Reintegração dos homens residuais da Renamo pode comprometer o decurso normal das eleições gerais de Outubro. O MDM antevê um período conflituoso pós-eleições, a Renamo mostra-se optimista no desfecho do processo e a Frelimo diz que a perdiz deve entregar as armas o quanto antes.

Quando faltam quatro meses para a realização das eleições gerais, os deputados da Assembleia da República divergem quanto a situação da paz efectiva no país, pelo facto de até o momento o processo negocial entre o Governo e a Renamo não estar fechado. Sem o desarmamento dos homens da Renamo o Movimento Democrático de Moçambique prevê um processo eleitoral cheio de incertezas.

Já a Renamo mostra-se optimista, afirma estarem preparados para avançar com o processo, alegando que o mesmo só será encerrado quando as condições tiverem sido criadas de ambas as partes.

Por sua vez a bancada da Frelimo considera que a solução para este problema está refém da Renamo. Insiste que o partido deve entregar as armas de modo a convidar as pessoas a participar na vida social

Estes posicionamentos foram defendidos durante o programa Bancadas parlamentares que será exibido esta sexta-feira pelas 22h, na STV Notícias.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique