Direcçao do Textáfrica de Chimoio demite-se

Direcçao do Textáfrica de Chimoio demite-se

A Direcção do Grupo Desportivo e Recreativo Textáfrica de Chimoio demitiu-se este Sábado, deixando uma dívida de cerca de 24 milhões de meticais com fornecedores de serviços e quatro meses de salários dos jogadores e equipa técnica em atraso.

Há muito que a direcção do Textáfrica de Chimoio vinha se queixando de crise financeira, tendo clamado vezes sem conta de apoio em cerca de um milhão de meticais por mês para suprir as necessidades do clube que ao que tudo indica, está garantida a sua manutenção no Moçambola.

Este Sábado, em Assembleia Geral, o Presidente do Clube comunicou a renúncia do seu elenco reconhecendo que deixa dívida de cerca de seis milhões de meticais a direcção que pretender dirigir os destinos do Textáfrica.

Fora da dívida de seis milhões de meticais com fornecedores de serviços, atletas e equipa técnica, Michel Ussene disse que ele, o vice-presidente Silva Weng San e o Director Desportivo, Fidel Nobre também emprestaram muito dinheiro ao Textáfrica, e que precisam ser devolvidos.

Até ao momento, nenhuma entidade colectiva ou singular manifestou interesse de assumir o comando do Textáfrica, que ao longo dos últimos três anos gastou 39 milhões de meticais, dos quais 18 milhões provenientes da bilheteira, mas O País apurou que na próxima quarta-feira será constituída uma equipa de gestão do clube até ao último jogo diante de Incomati de Chinavane, agendado para o dia oito de Dezembro.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique