Banco russo VTB disponível para apreciar reestruturação da dívida

O banco russo VTB está disponível para entrar em conversações relativas à reestruturação da dívida de Moçambique, disse um executivo da instituição, que garantiu ter sido prestada toda a informação possível para que a Kroll Associates UK pudesse realizar a auditoria.

Trata-se do primeiro sinal de abertura de um credor da dívida moçambicana a favor da renegociação, face a condições difíceis que o país atravessa em termos de liquidez.

Yuri Soloviev, primeiro vice-presidente da comissão executiva do VTB, disse à agência financeira Reuters que o banco desconhece o conteúdo do relatório mas que está disponível para conversar sobre um possível processo de reestruturação da dívida de Moçambique.

Enquanto isso, Moçambique vive um período em que a realização de uma auditoria internacional independente aos empréstimos de 2000 milhões de dólares contraídos por três empresas públicas com o aval do Estado moçambicano é colocada pelos vários credores, incluindo o Fundo Monetário Internacional (FMI) como condição para a retoma aos programas de ajuda.

O relatório, após diversos adiamentos, foi entregue em Maio passado à Procuradoria-Geral da República (PGR) de Moçambique, cuja titular prometeu para breve a divulgação de um sumário executivo e para uma data posterior o relatório completo.

O VTB e o Crédit Suisse são os dois bancos que montaram os empréstimos contraídos pela Empresa Moçambicana de Atum (850 milhões de dólares e que já foi alvo de um processo de reestruturação), Proindicus (622 milhões de dólares) e Mozambique Assett Management (535 milhões de dólares).

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique