Edil de Quelimane diz que posicionamento do Tribunal Administrativo é prematuro

Edil de Quelimane diz que  posicionamento do Tribunal Administrativo é prematuro

O presidente eleito do Conselho autárquico de Quelimane, Manuel De Araújo,  diz que  é extemporâneo o posicionamento do Tribunal Administrativo ao considerar improcedente o seu recurso sobre a sua perca do  mandato prestes a terminar, depois da validação dos resultados das últimas eleições autárquicas, pelo Conselho Constitucional.

“Os acórdãos do Conselho Constitucional são irrecorríveis, nem o Conselho Constitucional pode mudar. Por tanto, não poderá ser o Tribunal Administrativo a  mudar um acórdão do CC”, disse Araújo acrescentando que uma justiça que tarda não é justa e não serve os propósitos.

Manuel De Araújo criticou a actuação da justiça no país. “Nós precisamos reinventar o nosso sistema judicial porque não é independente”, acrescentou.

Para Manuel De Araújo, num país onde o judiciário se encontra acorrentado  não há justiça. De Araújo disse ainda que sem justiça não pode haver democracia
 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique