Erdogan acusa UE de querer derrubar Maduro em detrimento da democracia

Erdogan acusa UE de querer derrubar Maduro em detrimento da democracia

O Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, acusou hoje a União Europeia de tentar derrubar o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, em detrimento da democracia.

Portugal e outros 18 países da União Europeia assinaram nesta segunda-feira uma declaração conjunta de reconhecimento a Juan Guaidó, presidente da Assembleia Nacional, como "presidente interino da Venezuela" com o objetivo de convocar "eleições presidenciais livres, justas e democráticas".

Washington, que reconhecera Guaidó logo após a sua autoproclamação como presidente interino, felicitou-se na segunda-feira pela posição dos 19 países europeus e convidou outros países a fazerem o mesmo.

Erdogan, no entanto, apoia firmemente Nicolás Maduro.
"A Venezuela é um dos vossos estados?", questionou ainda Erdogan, numa aparente referência a Washington. "Como podem dizer a alguém que chegou ao poder através de eleições 'vai-te embora'? E como podem pôr na Presidência alguém que nem sequer foi eleito?"

Erdogan telefonou nesse dia a Maduro para lhe manifestar o seu apoio, exortando-o a "continuar firme".

Erdogan e Maduro mantêm relações estreitas há muitos anos. Maduro foi um dos primeiros dirigentes do mundo a manifestar o seu apoio a Erdogan após a tentativa de golpe de Estado de julho de 2016.

Ambos os países anunciaram no ano passado projetos de cooperação para a exploração de carvão e ouro, enquanto negoceiam possíveis investimentos turcos na indústria petrolífera da Venezuela, que tem as maiores reservas de crude do planeta.

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique