Estudantes de Medicina da UP em Inhambane transferidos para Zambézia

Estudantes de Medicina da UP em Inhambane transferidos para Zambézia

As instalações da Faculdade de Ciências da Saúde expressam novos desafios que a Universidade Pedagógica pretende abraçar a nível nacional. Construídas na província de Inhambane, distrito da maxixe, pretendia-se formar médicos, uma realidade nova para este estabelecimento de ensino Superior. Contudo, o sonho foi travado ano passado, alegadamente porque a província não possui um hospital de referência, para as práticas de técnicos em formação. Face aos constrangimentos a que os estudantes foram sujeitos, esta sexta-feira, a comissão criada para debater o problema a nível do governo central, reuniu-se com os futuros médicos para dar-lhes uma boa-nova, a de continuarem com a formação, no próximo ano, mas transferidos para a província da Zambézia.

O Assessor Científico da Comissão da Faculdade de Ciências de Saúde assegurou que a UP, não irá continuar com o curso de formação de médicos, contudo, as instalações poderão servir para outras formações do ramo.

Espera-se que quando a província de Inhambane possuir uma unidade sanitária do nível geral e ou central, a Faculdade de Ciências de Saúde, da Universidade Pedagógica retome os objectivos para os quais foi criada, de formar médicos.

Reunidos com a comissão da Faculdade de Ciências de Saúde ou simplesmente FACSA, os estudantes viram a esperança renascida, contudo, cientes dos custos que a deslocação vai acarretar, apelam à universidade a assumir as despesas.

O presidente da FACSA disse estar a criar condições para acomodação dos estudantes, junto à delegação da UP de Quelimane para além de negociações com o governo provincial.

 

 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique