Falta de cimento: Revendedores queixam-se dos critérios de abastecimento adoptados pelas fábricas

Falta de cimento: Revendedores queixam-se dos critérios de abastecimento adoptados pelas fábricas

Tende a agravar a escassez do cimento na maioria dos estaleiros da cidade e província de Maputo. Os revendedores queixam-se dos critérios de abastecimento adoptado pelas fábricas.

A maior distribuidora deste produto, a Cimentos de Moçambique, registou mais uma avaria numa das unidades de produção. Ou seja, o teste do novo equipamento importado da vizinha África do Sul não deu certo.

A Limak e os proprietários do cimento de marca Leão são as estas alturas os que abastecem o mercado da cidade e província de Maputo, contudo, os critérios de distribuição excluem muitos revendedores. Com estas limitações, o preço do cimento poderá agravar ainda mais no mercado.

Revendedores que não quiseram gravar entrevista apontaram que a crise do cimento vai prevalecer até finais de Julho próximo.

 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique