Família Craveirinha diz que se deve imortalizar obras do poeta

Família Craveirinha diz que se deve imortalizar obras do poeta

A família Craveirinha diz que não está a ser dado o devido reconhecimento a obra e a figura do poeta e herói nacional José Craveirinha. A família considera que as autoridades deveriam trabalhar para garantir que as novas gerações conheçam os seus feitos.

O poeta, jornalista e desportista moçambicano José Craveirinha nasceu a 28 de Maio de 1922 e perdeu a vida a 6 de Fevereiro de 2003. O herói de luta de libertação nacional José Craveirinha é considerado um dos maiores escritores moçambicano, e foi o primeiro autor africano a ganhar o Prémio Camões. Hoje, a família Craveirinha, amigos e escritores testemunharam o lançamento da Fundação José Craveirinha.

Os escritores presentes no evento consideram que o legado de Craveirinha deve ser preservado por todos.

A fundação irá lançar um prémio para os escritores de poesia e em Maio vai organizar uma corrida de 15 km em homenagem a um dos maiores escritores moçambicano. A fundação irá funcionar na casa-museu José Craveirinha.

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique