FIFA dá USD 6 milhões para reabilitar infra-estruturas destruídas pelo Idai

FIFA dá USD 6 milhões para reabilitar infra-estruturas destruídas pelo Idai

O presidente da Federação Internacional de futebol (FIFA), Gianni Infantino, anunciou o incremento de seis milhões de dólares do apoio para a FMF investir em projectos de construção de novos campos e estádios no país, bem como um apoio da Fundação FIFA para reabilitação e reconstrução das infra-estruturas destruídas pelo ciclone Idai. O anúncio foi feito à margem do encontro com o primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário

Esta é a primeira visita de Gianni Infantino a Moçambique como presidente da FIFA, já que esteve cá em 2016, em campanha para a presidência do organismo mundial que gere o futebol. Chegou na noite da última terça-feira e na manhã desta quarta-feira foi recebido em audiência pelo primeiro-ministro moçambicano, Carlos Agostinho do Rosário. Com a sua delegação, que incluía o presidente da CAF, Ahmad Ahmad, as lendas do futebol mundial Samuel Eto’o e Yuri Djorkaeff, para além de quadros da FIFA, o encontro de cortesia teve a duração de cerca de 30 minutos.

No encontro, segundo disse Gianni Infantino, falou-se de vários aspectos, com destaque para o desenvolvimento do futebol moçambicano. “Falámos do desenvolvimento do futebol em Moçambique. Moçambique tem hoje uma federação que trabalha muito bem, de maneira transparente e aberta, com resultados desportivos positivos, razão do primeiro lugar na fase de qualificação ao CAN 2021. Mas também falámos de projectos de desenvolvimento do futebol”, começou por dizer Infantino.

Ademais, a FIFA “está presente em Maputo, em Moçambique, para investirmos juntos com o Governo em infra-estruturas, em competições dos escalões de formação, futebol feminino e masculino, e isso é o que temos que fazer hoje e no futuro”, disse.

 

Mais seis milhões de dólares para projectos da FMF

E foi no final desse encontro com o primeiro-ministro, que Gianni Infantino anunciou o incremento do apoio da “nova” FIFA, através da sua fundação, aos projectos da Federação Moçambicana de Futebol. “Decidimos incrementar o apoio e a federação Moçambicana de Futebol tem agora seis milhões de dólares nos próximos quatro anos que serão investidos em infra-estruturas, estádios e campos, o que é muito importante”, disse o líder máximo do futebol moçambicano.

E não só. A FIFA vai ainda ajudar na reconstrução e reabilitação das infra-estruturas desportivas destruídas pelo ciclone Idai, pois “falámos do ciclone que aconteceu no país e, através da Fundação FIFA, vamos investir e ajudar na reconstrução das infra-estruturas. É importante investir nisso e estamos aqui para isso”, garantiu Infantino.

Entretanto, o apoio ainda não chegou, pois a Federação Internacional de Futebol espera que a FMF apresente os projectos que espera implementar, para serem avaliados e aprovados, enquanto analisam os orçamentos apresentados aquando da visita da delegação da fundação FIFA, em Maio e Junho deste ano, para ver de perto os estragos provocados pelo ciclone Idai, no centro do país, mais concretamente nas províncias de Sofala e Manica.

 

FIFA vai estar presente nas eleições da FMF

Ainda no quadro da sua visita ao país, Gianni Infantino prometeu que a FIFA estará representada nas eleições da Federação Moçambicana de Futebol, aprazadas para 14 de Dezembro próximo, através de uma delegação indicada.

Para o presidente da FIFA, estas eleições deverão decorrer a contento, por isso, há garantias da presença deste organismo, para garantir um processo livre e transparente. “Esta é uma nova FIFA e não queremos que coisas do passado voltem a acontecer. Tal como esta nova FIFA, queremos que as federações nacionais sejam transparentes, abertas e trabalhem para o futebol e tenham visão para o futuro, por isso estamos confiantes que serão eleições livres e tranquilas e estaremos, de certeza cá para observar as eleições”, prometeu Gianni Infantino. Entretanto, o líder máximo do organismo que gere o futebol mundial não deixou claro de que forma a FIFA se fará representar e com que delegação.

O facto é que afirmou estar atento a tudo que acontece nas vésperas das eleições e apelou para a transparência, abertura e boa visão dos novos líderes da Federação Moçambicana de Futebol, a saírem do escrutínio de 14 de Dezembro próximo.

 

FMF espera que valores sejam canalizados o mais rápido possível

O presidente da Federação Moçambicana de Futebol, presente no encontro de cortesia entre Carlos Agostinho do Rosário e Gianni Infantino, começou por agradecer as felicitações vindas do líder máximo do futebol mundial e mostrou-se feliz pela vinda a Moçambique de Infantino. “Desde ontem, o país recebeu uma figura importante do futebol mundial e, como falou, explicou as razões da sua vinda cá, que é vir divulgar as actividades da nova FIFA e a relação que tem com as federações nacionais. Estamos satisfeitos por ele estar atento a África e por isso ter muitos africanos no seu elenco, o que prova que a nova FIFA tem simpatia por nosso continente”, disse Simango.

Sobre os fundos que serão disponibilizados pela FIFA para os projectos da FMF, bem como para a reabilitação e reconstrução das infra-estruturas danificadas pelo ciclone Idai, Simango Jr. disse estar apenas à espera dos valores, para o seu devido uso. “Nós estamos a espera, quanto mais cedo possível, de receber os valores e canalizar, porque a avaliação foi feita infra-estrutura por infra-estrutura e quando os números chegarem serão destinados para os respectivos locais. Ou seja, tanto Sofala como Manica vão receber os valores correspondentes daquilo que foi o orçamento feito, em função dos danos provocados pelo ciclone”, concluiu o presidente da FMF, Alberto Simango Jr.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique