Frangoulis abandona MDM e diz que partido não é alternativa política

Frangoulis abandona MDM e diz que partido não é alternativa política

Uma verdadeira ruptura dentro do MDM! É assim que António Frangoulis classifica a situação que se vive no Movimento Democrático de Moçambique. Frangoulis diz que tanto ele como Venâncio Mondlane ainda vão aparecer publicamente a explicar os seus posicionamentos.

Frangoulis anunciou esta sexta-feira, durante o programa Noite Informativa da Stv, que vai abandonar o MDM e que apenas falta formalizar a sua saída do partido.

Diz ainda que não há nenhuma justificação para o MDM não realizar eleições internas e que por não ser democrático, o partido mostrou não ser nenhuma alternativa política em Moçambique.

António Frangoulis termina afirmando que muitos jovens abandonaram o MDM por se terem apercebido que o partido não é democrático.

Antigo director da Polícia de Investigação Criminal (PIC) da Cidade de Maputo e adjunto comissário da Polícia, António Frangoulis, renunciou a membro da Frelimo em Junho de 2014, para se juntar ao Movimento Democrático de Moçambique.

Entrou para o MDM como candidato a deputado da Assembleia da República pelo círculo eleitoral da província de Maputo.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique