Fundação FIFA e Nuno Gomes vão avaliar estragos do Idai

Fundação FIFA e Nuno Gomes vão avaliar estragos do Idai

Uma delegação da Fundação FIFA encontra-se em Moçambique para avaliar, mais uma vez, os estragos provocados pela passagem do ciclone Idai na província de Sofala. A delegação, que integra a antiga estrela do Benfica e da selecção de Portugal, já se encontra na cidade da Beira, onde vai ainda oferecer material desportivo para a massificação do futebol

Depois de uma primeira visita chefiada por Véron Mosemgo-Omba, a FIFA, através da sua Fundação, decidiu enviar uma outra delegação, agora mais técnica, que integra a gestora geral, Sêgbé Pritchett, e a lenda do futebol português, Nuno Gomes, que já jogou no Benfica e na selecção de Portugal, para, mais uma vez, avaliar os estragos nas infraestruturas desportivas da cidade da Beira, causados pelo ciclone Idai.

Esta delegação tem a missão de dar mais apoio moral e também material desportivo para a massificação do futebol.
De acordo com a gestora geral da Fundação FIFA, Sêgbé Pritchett, ainda é prematuro para se dizer que tipo de apoio será concedido ao país, sendo necessário entender de perto os estragos causados. “A ideia é conversar com eles e logo que tivermos o melhor entendimento sobre o que é necessário, vamos olhar para o orçamento e veremos como ajudá-los”, disse Pritchett, para depois acrescentar que “certamente que haverá um fundo para isso. Só precisamos de saber se é um ou dois estádios e de quanto estamos a falar. Mas existirá um orçamento e um fundo para isso”.

Num outro desenvolvimento, Nuno Gomes felicitou a Fudanção FIFA por esta acção de apoiar países que foram afectados por várias calamidades naturais, com destaque para o nosso país, que foi afectado pelo ciclone Idai. “Estou feliz por fazer parte desta delegação da FIFA que vem para primeiro como já explicaram fazer o levantamento do que foram os estragos em infraestruturas e instalações desportivas na cidade da Beira”, começou por dizer a antiga estrela do Benfica, para quem “é mais nessa vertente desportiva que nos vamos fazer a visita porque o futebol serve de elo de ligação para muitas pessoas e os mais jovens precisam de espaços adequados para praticarem o desporto”, realçando o apoio para construção das infraestruturas que foram afectadas.

A delegação, que já se encontra na cidade da Beira, é acompanhada pelo seleccionador nacional, Abel Xabier, que considera uma acção positiva da FIFA em apoiar os países em necessidade. E se mostra disponível a dar seu apoio, tendo em conta que é necessário que sejam as pessoas que viveram de perto a tempestade a darem seu testemunho. Só assim, segundo Xavier, é que a delegação vai poder identificar da melhor maneira, “não só o sofrimento das pessoas, mas também as formas como recuperar a vários níveis”.

“Esta é a minha contribuição de levar o futebol como uma forma reconfortante na reconstrução, não só da auto-estima, mas também dos valores que se perderam, e isso faz sentido e quanto mais melhor”, concluiu o seleccionador nacional.
Já o presidente da Federação Moçambicana de Futebol, Alberto Simango Jr., esclareceu que ainda não houve resposta do relatório apresentado pela delegação que esteve no país há um mês, uma vez que “os clubes demoraram algum tempo para fazerem a entrega das cotações solicitadas e alguns só entregaram na quinta-feira passada e com base no que enviaram e as cotações, só enviamos há pouco tempo para a FIFA”.

Esta terça-feira, para além de visitar as infraestruturas desportivas, a delegação vai estar envolvida em acções de apoio e ofertas de material desportivo a crianças afectadas pelo ciclone Idai.

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique