Lixeira de Hulene desaba e faz 17 mortos

Esta segunda-feira marcou a gota de água em relação ao processo de encerramento da Lixeira de Hulene, na cidade de Maputo. Os detalhes do marcante acontecimento são justificados por choros, desespero e angústia, por parte daqueles que tudo perderam, sobretudo, o mais importante: os seus entes queridos.

Tudo em resultado do deslizamento de uma parte da lixeira de Hulene, por volta das 3 horas da madrugada desta segunda-feira, em resultado das fortes chuvas qua caíram na cidade de Maputo.

O deslizamento soterrou mais de sete casas, onde várias famílias se encontravam a dormir.

Foram mortes e mais mortes. O choque aumentou quando o corpo dos bombeiros resgatou o corpo de uma criança com aparentemente menos de dois anos de idade. Até ao final da tarde de segunda-feira eram contabilizados 17 corpos.
Aliás, que não se julgue pelos números, mas sim pelas perdas e pelo impacto.

O que parecia ser só uma velha lixeira, revelou novidades tristes, ao deslizar e traduzir a mensagem da sua antiguidade, afinal são mais de quatro décadas.
 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique