Governo monitora produção agrícola em Tete

Governo monitora produção agrícola em Tete

Uma equipa constituída por alguns membros do Conselho de Ministros, encabeçada pela ministra da Saúde, Nazira Abdula, chegou ontem à cidade de Tete, para uma monitoria da produção agrária e pesqueira àquela região do centro de Moçambique, assolada pela estiagem, seca e praga de lagarta do funil do milho.

Trata-se de uma situação que deixou cerca de 85 mil famílias camponesas na iminência de fome. Para se inteirar “in loco” sobre a produção agrícola, a equipa desloca-se aos distritos de Angónia, Tsangano e Moatize, segundo uma fonte da Direcção Provincial da Agricultura e Segurança Alimentar, em Tete.

Esta é a segunda vez que uma equipa idêntica desloca-se à província de Tete, este ano, para fazer a monitoria da campanha agrícola 2017/2018, que poderá ter resultados não satisfatórios, devido aos factores já mencionados.

No final da primeira monitoria, a equipa recomendou que as famílias camponesas deveriam apostar nas culturas da segunda época, uma vez que os resultados da primeira época não foram bons.

O director provincial da Agricultura e Segurança Alimentar, em Tete, José Mendonça, explicou que para minimizar os efeitos da situação calamitosa, o seu sector alocou sementes, para a segunda época, com o objectivo de colmatar o défice alimentar.

As culturas devastadas são de milho, mapira, mexoeira e hortícolas, principalmente nos distritos de Moatize, Marara, Chiúta, Mágoè, Cahora Bassa, Changara, Chifunde, Mutarara e Dôa

 

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique