Governo vai expandir projecto SUSTENTA a todo país em 2019

Governo vai expandir projecto SUSTENTA a todo país em 2019

O SUSTENTA é implementado, actualmente, na Zambézia e em Nampula. Para próximo ano, o Governo assegura que o Banco Mundial tem disponíveis 80 milhões de dólares para financiar projectos de desenvolvimento.

Os resultados da primeira fase de produção agrícola baseada no projecto SUSTENTA são considerados bastante positivos pelo Governo. O balanço foi apresentado ontem na província de Maputo. Lançado há 18 meses, na vila de Ribaué, província de Nampula, o projecto SUSTENTA já beneficiou cerca de 32444 pessoas e até aqui, está a ser implementado nas províncias da Zambézia e de Nampula.

Com o SUSTENTA, os níveis de produção e produtividade agrícola de todos os beneficiários aumentou em quase mais de quatro vezes, segundo o ministro da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural. Por exemplo, a produtividade média do milho a nível nacional é de 640 quilos por hectare. Mas com o SUSTENTA, os agricultores receberam assistência técnica e meios de produção. Como consequência, melhoraram a produção para 1210 quilos por hectare.

Com as culturas de gergelim, soja e feijão boer, a produtividade seguiu a mesma tendência. A produtividade da soja aumentou de 414, que é média nacional, para 1185 quilos por hectare. E do feijão boer subiu de 379 para 1243 quilogramas por cada hectare. Não só a produção aumentou, mas também os rendimentos das famílias de agricultores, garante Celso Correia.

Por exemplo, sem o SUSTENTA, cada hectare de milho produzia 0.64 tonelada e o rendimento era de 5120 meticais por hectare. Mas com o SUSTENTA, cada hectare passou a produzir 1.24 toneladas de milho e o rendimento aumentou para 9920 meticais por cada hectare. Em termos globais, isso implica dizer que, actualmente, com o SUSTENTA e seus beneficiários, a receita esperada na comercialização da produção é de 84,647,256.00 meticais contra os anteriores 28,597,308.00 meticais, o equivalente a um aumento de 196 porcento quando comparado com o ano anterior.

Esta informação foi apresentada ontem pelo Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural em reunião de balanço do primeiro ciclo produtivo do SUSTENTA. Participaram no evento agricultores, sociedade civil, Governo, Banco Mundial e outros. Foi nessa ocasião que o Ministro da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, Celso Correia, revelou que o Governo vai expandir o projecto SUSTENTA a nível nacional no próximo ano.

Os níveis de pobreza no consumo também reduziram. Segundo o balanço do SUSTENTA feito pelo Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, com o rendimento mínimo que as famílias abrangidas pelo projecto passaram a obter, pode-se projectar que a pobreza de consumo reduziu de 57 para 28 porcento.


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique