Homem mata família e incendeia casa em Macossa

Homem mata família e incendeia casa em Macossa

Os populares do distrito de Macossa, província de Manica acordaram abalados, há dias, por um crime hediondo ocorrido naquele ponto do país. Um homem está a contas com a Polícia, suspeito de ter assassinado sua esposa e bebé que a mesma trazia ao seu colo.

Foi com recurso a um machado que o indiciado, agora nas celas do comando distrital da PRM em Macossa, desferiu golpes fatais à sua esposa e ao bebé. Arrependido, este confessa o crime e diz que tal foi à mando de um curandeiro, para expulsar demónios que o apoquentavam.

“O curandeiro disse-me para bater numa árvore, para expulsar um espírito. Quanto tal o fiz, três dias depois briguei e lutei com minha esposa. Depois disso não apercebi-me de nada, só acordei nas celas, acusado de matar minha esposa e meu filho”, contou.

Após ter assassinado as vítimas, o homem ateou fogo na sua casa, acto que é visto pela Polícia como uma tentativa de apagar os vestígios do crime. A corporação diz não ter dúvidas que razões passionais devem estar por detrás do acto macabro, daí que deixa um apelo no sentido de se evitarem casos de violência doméstica, que muitas vezes terminam em danos humanos e materiais.

“Vamos privilegiar os mecanismos que foram criados para a resolução de conflitos e não termos que provocar danos humanos desnecessários e irreversíveis, tal como este caso do distrito de Macossa”, apelou Elsídia Filipe, chefe das Relações Públicas no Comando Provincial da PRM em Manica.

Contra o indiciado já foi instaurado um processo-crime que segue os seus trâmites legais. Este é o quarto caso de homicídios que o distrito de Macossa registou na primeira quinzena do corrente ano.

 


Contactos

Tef: +258 21 313517/8

Email: opais@soico.co.mz
Local: Rua Timor Leste, 108 Baixa
Maputo- Moçambique