O País Online - A verdade como notícia

Segunda-feira
29 de Maio
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início

MISAU reforça controlo fronteiriço para impedir entrada de ébola

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Três mortos e 29 casos suspeitos de ébola foram registados na República Democrática do Congo

 

A República Democrática do Congo está com um surto de ébola. Em um mês, foram registadas três mortes e notificados 29 casos suspeitos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) assegura que o risco para o resto dos países da região Austral de África e em Moçambique, em particular, é baixo.

Esta é a oitava vez que a República Democrática do Congo regista um surto de ébola, febre hemorrágica altamente contagiosa e mortal. Os casos registados desde 21 de Abril foram confirmados pela OMS que garante que não se trata de um problema de saúde pública.

Jamila Cabral, representante da OMS no país, diz a organização já enviou equipas médicas para o local e não há proibição da circulação de pessoas provenientes do Congo. Ainda assim, o Ministério da Saúde vai fazer a vigilância nos aeroportos e fronteiras do país.

O maior surto de ébola foi registado entre 2014-2015, quando mais de 11 mil pessoas morreram na África Ocidental, principalmente na Guiné, Serra Leoa e Libéria. Na República Democrática do Congo registaram-se 40 mortos em 2014. 

 

 


 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo