O País Online - A verdade como notícia

Sábado
21 de Outubro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início

Lopito Feijóo lança obra literária no Camões

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Poeta angolano traz “Imprescindível doutrina contra” ao leitor moçambicano

O poeta angolano, Lopito Feijóo, esteve a participar, uma vez mais, na Feira do Livro de Maputo, iniciativa do Conselho Municipal de Maputo, que decorreu no Jardim Tunduru, nos dias 5, 6 e 7 deste mês. No entanto, neste regresso ao país, o poeta mangolé tem na agenda mais uma actividade literária prevista: o lançamento da obra “Imprescindível Doutrina Contra”.

A cerimónia de lançamento terá lugar esta quinta-feira, às 18h00, no Camões – Centro Cultural Português, no âmbito do 29º Curso de Literaturas em Língua Portuguesa.

A apresentação de “Imprescindível doutrina contra”, com a chancela da Editora Rosa de Porcelana, estará a cargo de Ungulani Ba Ka Khosa.

João André da Silva Feijó, nasceu em Malanje, Angola, a 29 de Setembro de 1963. Estudou Direito na Universidade Agostinho Neto (UAN), em Luanda. Foi deputado da Assembleia Nacional da República de Angola. Assina, usualmente, J. A. S. Lopito Feijóo K. Poeta e crítico literário, ensinou Literatura Angolana. Membro fundador da Brigada Jovem de Literatura de Luanda (BJLL/1980), e do Coletivo de Trabalhos Literários OHANDANJI (1984). É membro da União dos Escritores Angolanos (UEA), onde exerceu o cargo de Secretário das Relações Internacionais. É membro do Grémio Literário em Lisboa e, é um dos membros fundadores da Academia Angolana de Letras (AAL/2016). Desde 2004, preside a Sociedade Angolana do Direito de Autor (SADIA), dirigindo a Gazeta dos Autores, órgão de divulgação dessa instituição. É membro correspondente da Academia Brasileira de Poesia “Casa Raul de Leoni” e, é igualmente, Membro da International Poetry dos EUA e da Maison Internationale de la Poesie, sediada em Bruxelas, Reino da Bélgica. Está repertoriado na 10.ª edição do International directory of distinguished leadership (2004-2005), do American Biographical Institute, bem como no Dicionário de Autores de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa (1997).
Tem livros traduzidos para francês, inglês e italiano e tem colaboração dispersa em publicações de Angola, Portugal, França, Espanha, Brasil, Estados Unidos da América (EUA), Moçambique, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Nigéria.
Publicou os seguintes títulos de poesia: “Doutrina (1987)”; “Me ditando (1987)”; “Rosa Cor-de-Rosa (1987)”;
“Cartas de Amor (1990)”; “Geração da Revolução (1993)”; “Ensaio e crítica literária: Meditando (Textos sobre Literatura, 1992)”; “Na Idade de Cristo”. “Poesia declamada em CD (1997)”; “O Brilho do Bronze – Haikais (2005)”; “Marcas Da Guerra … (2011)”; “Lex & Cal Doutrina (2012)”; “Andarilho e Doutrinário (2013)”;
“Auto Gráfia. Poesia declamada em CD (2013)”; “Desejos de Aminata (2014)”; “Coração Telúrico (2014)”; “Reuni Versos Doutrinários (2015)” e “Pacatos & Doutrinários Recados (2017)”.

 

 

 

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo