O País Online - A verdade como notícia

Sexta-feira
23 de Junho
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Cultura Cultura João Paulo Bias inaugura hoje exposição de artes plásticas no CCFM

João Paulo Bias inaugura hoje exposição de artes plásticas no CCFM

Obras expostas representam todas as vozes que traduzem o discurso interior do artista

João Paulo Bias tem as mãos talhadas no Núcleo de Arte desde 2002, onde é possível ver a sua produção artística. Mais do que este espaço, o artista plástico revela os seus dotes através de mostras colectivas.

Desta vez, Bias propõem-nos uma exposição individual a ser inaugurada, hoje, no Centro Cultural Franco-Moçambicano (CCFM).

Com a curadoria de Flore Chabernaud, a mostra intitulada Egofonia(s), resgata deste artista autodidacta há 15 anos, um trabalho que será apresentado no âmbito das celebrações da Francofonia. As obras expostas representam todas as vozes que traduzem o discurso interior do artista. A diversidade das técnicas pictóricas e dos motivos utilizados, em oposição à imutabilidade dos materiais usados, permitem ver a polifonia do ser. A complexidade do eu exposta em cor, matéria, sombra e luz.

“OS SÁBADOS DAS CRIANÇAS”

O CCFM tem programado para crianças até aos 13 anos “Os sábados das crianças”. Todos os sábados estão agendados actividades diversas, tais como cinema, desenho, leitura de contos, etc.

Neste âmbito, no dia 25 de Março, o artista João Paulo Bias orientará um atelier de artes plásticas, para os nossos utentes mirins, bem como para os demais interessados.

“FORMAÇÃO DE PÚBLICOS”

No âmbito do programa de formação de público levado a cabo pelo CCFM, são convidados todas as escolas públicas ou privadas, para visitas de estudo à exposição.

João Paulo Bias: 15 anos de aprendizagem

João Paulo Bias nasceu a 20 de Outubro de 1982, na província da Zambézia. Iniciou a sua actividade artística como autodidacta em 2002, quando se tornou membro do Núcleo de Arte e, desde então,

Participa em vários workshops e exposições. Formou-se em Ciências da Comunicação pela Universidade Politécnica. Trabalhou em vários eventos culturais e participou em inúmeras palestras sobre a cultura, sendo memoráveis: o Campus Euro-Africano de cooperação cultural em 2007 e a oração de sapiência de Malangatana no seu Doutoramento Honoris Causa. Bias trabalha presente e permanentemente no Núcleo de Arte onde realiza a sua produção artística.


 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -22-06-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa402