O País Online - A verdade como notícia

Sábado
22 de Julho
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Cultura Cultura Professores de História discutem uso da fortaleza para educação patrimonial

Professores de História discutem uso da fortaleza para educação patrimonial

Professores querem garantir que bens do património cultural sejam preservados a educação da sociedade

“Uso da Fortaleza de Maputo para educação patrimonial”. Este é o tema do seminário que terá lugar na Fortaleza de Maputo, esta quinta-feira (11) das 08h30 às 12h00. 

O seminário enquadra-se no cumprimento da missão da fortaleza no que diz respeito à educação patrimonial que envolve uma série de processos holísticos e interdisciplinares cuja finalidade é garantir que os bens do património cultural imóvel (e móvel) sejam preservados para o usufruto das gerações presentes e futuras, e para a educação da sociedade.

Nessa perspectiva, o seminário envolve, nesta edição, preferencialmente, professores e coordenadores de conteúdos de História do ensino primário, secundário e das várias instituições de ensino de História interessadas.

O seminário terá como facilitadores a dra. Matilde Muocha, licenciada em História, gestora cultural e curadora da Fortaleza de Maputo e o Prof. Doutor Eléusio Filipe, historiador e director-adjunto para Pós-Graduação do Departamento de História da Universidade Eduardo Mondlane.

 


 

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -20-07-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa401