O País Online - A verdade como notícia

Sábado
22 de Julho
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Cultura Cultura Modelo moçambicana ganha concurso internacional em Portugal

Modelo moçambicana ganha concurso internacional em Portugal

Modelo, moçambicana, Priscila Jasse, sagrou-se a grande vencedora do Miss Star Universe

 

Portugal aventurou-se, na última semana, num concurso de beleza internacional. Denominado Miss Star Universe – o evento que juntou modelos de vários países, com destaque para Brasil, Ucrânia, Colômbia, Portugal, Itália, Venezuela e Moçambique – contemplou vários momentos, tendo culminado numa gala que se realizou no Quartel das Artes Dr. Alípio Sol, na cidade de Oliveira do Bairro, em Aveiro.

O evento teve a apresentação de Anuska Tatiana e Valter de Carvalho, e Ury Mellany fez a sua coreografia mágica no evento. As actuações estiveram a cargo da fadista Rita Arez e Petipas, que brilharam com as suas vozes magníficas e o grupo africano Mon na Mon.

Não é só moda e beleza. O evento contempla também teor solidário. Prova disso, é que a receita dos bilhetes será canalizada a instituições de caridade.

Neste certame, a representante de Moçambique, a modelo Priscila Jasse, é que se sagrou a grande vencedora. O escrutínio às candidatas foi feito na plataforma online, com um like (gosto) na foto da candidata. Para que a eleição fosse válida, o votante devia ser seguidor da página oficial do Miss Star Universe. O que permitiu a moçambicana de apenas 22 anos esse feito, foram cerca de 538 gostos que acumulou.

O estágio durou oito dias. Antes mesmo da gala, passeios turísticos em vários locais de Portugal fizeram parte do concurso. Moliceiro na Ria de Aveiro onda Colossal, Costa Nova, Fátima e Pateira, são alguns locais. 

A premiação das participantes teve o apoio da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, a Ginoflorista e a Ourivesaria Paraíso pelos troféus.

De referir que eram esperadas modelos de países como República Dominicana, Costa Rica e Guiné Bissau, mas a sua participação foi condicionada pela falta de visto. Entretanto, esse aspecto administrativo não veda a sua participação no próximo ano. Segundo a organização, na próxima edição comprometem-se a participar mais de 20 países.

 

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -20-07-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa401