O País Online - A verdade como notícia

Domingo
23 de Julho
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Cultura Cultura “Maputo my love”

“Maputo my love”

“Maputo my love”: uma radiografia da cidade com muitos dramas

 

Numa viagem pela Cidade de Maputo. Durante três horas diárias com o radiante sol. Com um olhar clínico as lentes de José Pinto de Sá captam diversos acontecimentos.

Jornalista há 42 anos, escritor e actualmente reformado, fez uma aventura pela zona urbana da capital atraído pela crescente inquietação de alguns assuntos, tais como a mendicidade, o transporte em carrinhas abertas vulgo “my love”, a indiferença que os cidadãos têm perante os acontecimentos, ruas esburacadas e o lixo.

“O objectivo da exposição é consciencializar os citadinos a prestarem mais atenção sobre os factos do quotidiano, pois a cidade é de todos”, disse José Pinto Sá.

A exposição “Maputo my love”, inaugurada esta terça-feira (11), na Fundação Fernando Leite Couto, em Maputo, contemplou um dedo de conversa com o fotógrafo que se assume amador e a platéia.

A exposição conta com fotografias que abordam assuntos peri-urbanos que passam despercebidos nos olhos dos citadinos. As fotos tiveram a montagem e curadoria de Branquinho e Mauro.

Segundo José Pinto, a exposição permitiu redescobrir a cidade e mais do que isso descobrir uma nova relação com a cidade de Maputo.

Além de simples fotografias expostas na sala, os retratos servem para despertar atenção sobre o drama da urbe.

O dinheiro arrecado da venda das obras terá um teor solidário em algumas instituições da cidade de Maputo. Apaixonado pela camêra e vontade de registar momentos inesquecíveis, o antigo jornalista moçambicano já fez milhares de fotografias em Portugal e Moçambique.

Também estão disponíveis fotos na sua página do Facebook para mais apreciação e pretende, nos próximos tempos, fazer uma exposição com fotos que retratam as zonas rurais da mesma cidade.

 

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -20-07-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa401