O País Online - A verdade como notícia

Domingo
23 de Julho
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Cultura Cultura Liloca no Coke Studio África em Nairobi

Liloca no Coke Studio África em Nairobi

Cantora Liloca participa no Coke Studio África acompanhada do seu compositor oficial Nelson Tivane

Liloca já se encontra em Nairobi, Quénia, onde se juntou a músicos no show de fusão musical do continente africano, Coke Studio Africa. Liloca é umas das representantes de Moçambique, depois do Mr. Bow ter passeado a sua classe nesta edição.

Esta viagem surge poucos dias depois da cantora ter lançado sua nova música intitulada “Lirandzo”.

A artista vê neste intercâmbio musical uma forma de buscar outras realidades no que tange a ritmos musicais para os incorporar nas suas músicas e enriquecer o seu repertório. Nesta viagem, a cantora é acompanhada pelo seu compositor oficial Nelson Tivane dos Afro Madjaha, com quem vai trabalhar ao longo do tempo que estará em Nairobi.

“Estou ansiosa, para trocar impressões com outros músicos da região. Vou explorar o que for possível mas sobretudo mostrar também o resultado do produto moçambicano. Estou pronta para o desafio”, diz a cantora.

Com estreia prevista para Agosto próximo, esta edição será, pela primeira vez, uma união do Coke Studio Africa e do Coke Studio South Africa como forma de transformá-los num só Coke Studio Africa 2017 – o número de países participantes voltou a aumentar, totalizando 16.

Esta temporada será transmitida em mais de 30 países africanos. A produção inclui, agora, artistas da África do Sul, Ruanda, Angola, Zimbabwe, Zâmbia, Madagáscar, Maurícias, Quénia, Uganda, Tanzania, Nigéria, Gana, Moçambique, República Democrática do Congo, Etiópia, Camarões, Costa do Marfim e Togo.

Contudo, O Coke Studio Africa é um show de carácter não competitivo que reúne artistas de diversas partes do continente Africano com o intuito de proporcionar um intercâmbio, divulgação e interacção de talentos, promovendo o melhor que existe da música Africana.

 

 

 

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -20-07-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa401