O País Online - A verdade como notícia

Sábado
21 de Outubro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Cultura Cultura Sara Jona conversa sobre literatura como espaço estruturante da interculturalidade

Sara Jona conversa sobre literatura como espaço estruturante da interculturalidade

Centro Cultural Português acolhe 2ª edição das Tertúlias Itinerantes quinta-feira

 

O Camões – Centro Cultural Português acolhe 2ª edição das Tertúlias Itinerantes – Fluxos de comunicação intercultural no espaço de língua portuguesa: debater o desconhecimento mútuo no contexto da era global. O evento subordinado ao tema “Cartografias de (des)construção de hegemonias culturais: a literatura como espaço estruturante da interculturalidade” terá lugar esta quinta-feira, às 18h, e será dinamizada pela especialista em Literaturas e Culturas em Língua Portuguesa Sara Jona.  

Durante a sessão, com recurso a textos literários de autores oriundos de diferentes espaços de língua portuguesa e caracterizados pela intertextualidade, Sara Jona pretende demonstrar que é possível promover-se  a interculturalidade através da confirmação de que “a natureza dos homens é a mesma, seus hábitos é que os mantêm separados”; o que, consequentemente, permitirá comprovar a razão do absurdo das hegemonias culturais.

 O Ciclo de Conferências Tertúlias Itinerantes traz a Maputo reflexões de investigadores de Moçambique, Brasil e Portugal sobre as dinâmicas da sociedade global. Este trabalho, que tem sido coordenado pelos investigadores Sara Jona (Universidade Politécnica), Eduardo Lichuge (UEM) e Lurdes Macedo (Universidade Lusófona, Portugal) desde 2016, emergiu da constatação de que a perspectiva clássica das ciências sociais oferece um quadro interpretativo do mundo baseado na diferenciação da Humanidade em categorias como a religião, a etnia, a cultura ou a nacionalidade.

A tertúlia contará com a moderação da linguista Maria Verónica Nhamona, da Universidade A Politécnica.

Perfil

Sara Jona é Doutorada em Literaturas e Culturas em Língua Portuguesa pela Universidade Nova de Lisboa. Docente de Cultura Moçambicana, Etnografia da Comunicação e Metodologia de Pesquisa na Universidade Politécnica. É consultora em avaliação de qualidade de ensino. É autora de manuais de ensino, artigos publicados em jornais e revistas nacionais e estrangeiras e de livros sobre: Cultura e Identidade Organizacional, Dicionário Português-Bitonga-Português e Ensaios sobre Literatura.

 

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -20-10-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa420