O País Online - A verdade como notícia

Sábado
21 de Outubro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Cultura Cultura Sónia Sultuane lança seu segundo livro infantil

Sónia Sultuane lança seu segundo livro infantil

Sónia Sultuane lançou a obra “Celeste, a boneca com olhos cor de esperança” na Fundação Fernando Leite Couto

A escritora Sónia Sultuane lançou, hoje, na Fundação Fernando Leite Couto, o livro Infantil, intitulado “Celeste, a boneca com olhos cor de esperança”.

É a segunda aventura pelo universo infantil de Sónia Sultuane, escritora que pretende mostrar a importância da solidariedade para com as crianças na obra “Celeste, a boneca com olhos cor de esperança”.

Sultuane diz, aliás, que a solidariedade é um valor importante e que sempre a tocou. “É uma coisa que me acompanha e que me faz reflectir sobre sermos solidários nas mais pequenas coisas, como neste caso foi a boneca”

Segundo a poetisa, é mais difícil escrever para as crianças do que para os adultos, mas decidiu escrever para esta camada porque são um universo mais puro. “As crianças são genuínas no seu sentimento. Quando estou com elas, fazem-me sentir realmente um ser humano”, referiu, acrescentando que não sabe se vai continuar a escrever para as crianças, mas que os dois livros que publicou fez com muito gosto.

 “Celeste, a boneca com olhos cor de esperança” foi lançada em Portugal, em Junho, e uma das maiores preocupações da poetisa naquele momento era trazer o livro ao seu país. “Coincidiu, a minha editora vinha a Moçambique e eu pedi o favor especial de trazer os livros, porque era algo que eu não poderia fazer tão já”, e acrescentou “foi o universo que conspirou”.

“Celeste, a boneca com olhos cor de esperança” foi contada em forma de peça teatral para as crianças que marcaram presença na cerimónia de lançamento do livro.

A escritora conta nesta obra a história da Joana, uma que guarda sua boneca, que lhe foi oferecida pela avó e já crescida decide dar a boneca a um Padre para que a levasse às crianças necessitadas de África. Já mulher e médica oftalmologista, Joana vai trabalhar para Moçambique e sem imaginar, encontra a boneca nas mãos de outra criança.

A artista plástica e poetisa, Sónia Sultuane, foi recentemente agraciada com o Prémio Femina 2017, Notáveis Mulheres portuguesas e da lusofonia, por mérito nas letras.

Realizou várias exposições individuais e coletivas, quer a nível nacional, como a nível internacional.

 


 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -20-10-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa420