O País Online - A verdade como notícia

Sexta-feira
18 de Agosto
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Desporto Desporto Governo precisa de mais de sete milhões de meticais para premiação de atletas

Governo precisa de mais de sete milhões de meticais para premiação de atletas

Valor das premiações deste ano reduziu significativamente

 

O Governo de Moçambique necessita de sete milhões, quinhentos e quarenta mil meticais (7.540.000,00mt) para galardoar os atletas nacionais, que mais se distinguiram, elevaram a bandeira do nosso país e conquistaram medalhas e títulos nas provas africanas e mundiais em que estiveram envolvidas, na Gala do Desporto deste ano. É um valor que o Fundo de Promoção Desportiva diz ainda não dispõe e que está à procura de parceiros para a inviabilização desta gala, que ainda não tem data definida, prevendo-se que aconteça entre finais de Fevereiro e início de Março deste ano.

O valor será repartido entre os atletas de várias modalidades, nomeadamente Vela e Canoagem, nos campeonatos africanos de Durban e Luanda, nas especialidades de K1 200, K1 1000 e K2 1000 metros, respectivamente, onde alcançou medalhas, no atletismo adaptado, nomeadamente nos Jogos Paralímpicos, onde Edmilsa Governo conquistou medalha de prata para o país, e nos Jogos Africanos nos 100 e 200 metros, onde bateu recordes africanos, nos africanos de sub-18 em basquetebol feminino, onde conquistamos a medalha de bronze, e o judo, que também teve medalhas nos jogos africanos da modalidade.

Edmilsa Governo, atleta paralímpica, mostra-se como candidata a receber o maior bolo deste valor das premiações, uma vez ter conquistado a medalha de bronze nos Jogos Paralímpicos, realizados no Brasil, conquistou medalhas de ouro nas competições africanas e ainda conseguiu quebrar recordes nacionais e africanos na sua especialidade de T12. Na mesma ocasião, serão eleitos os melhores atletas do ano 2016, em todas modalidades e categorias. No ano antepassado, 2015, os melhores foram Edmilsa Governo e Pio Matos, basquetebolista que, em 2015, foi o maestro do Desportivo de Maputo na conquista do título nacional e que trocou os “alvi-negros” pelos campeões nacionais, o Ferroviário de Maputo, no ano passado.

Vale dizer que o valor das premiações deste ano reduz significativamente, uma vez que em 2015 foram gastos dez milhões e cento e sessenta mil meticais, menos 2.620.000,00mt (dois milhões e seiscentos e vinte mil), avaliados para a premiação deste ano, para os melhores de 2016.

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -17-08-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 


 

EQUIPAANO
Ferroviário da Beira 2014
Ferroviário da Beira2013
Liga Muçulmana2012
Ferroviário De Maputo 2011
Maxaquene2010
Ferroviário De Maputo2009
Atlético Muçulmano2008
Costa Do Sol 2007
Desportivo De Maputo2006
Ferroviário Da Beira2005
Ferroviário De Maputo2004
Ferroviário De Nampula2003
Costa do Sol2002
Maxaquene2001
Costa do Sol2000
Edição Impressa410