O País Online - A verdade como notícia

Segunda-feira
26 de Junho
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Desporto Desporto Campeões nacionais defrontam Zimamoto do Zanzibar no Caldeirão do Chiveve

Campeões nacionais defrontam Zimamoto do Zanzibar no Caldeirão do Chiveve

Ferroviário da Beira deve vencer para continuar na Liga dos Campeões

Beira, vamos lá…

Domingo, as atenções estarão viradas para o fervoroso e infernal caldeirão do Chiveve, onde o Ferroviário da Beira recebe o Zimamoto do Zanzibar, em jogo da segunda "mão" da fase preliminar da Liga dos Campeões Africanos em futebol. Decerto, o público irá marcar presença em peso para espevitar os campeões nacionais.

O Ferroviário da Beira, que teve um trambolhão na primeira "mão" – perdeu por 2-1 –, tem que se transfigurar e apagar a pálida imagem deixada há sete dias. Os “locomotivas” não se encontraram e cometeram erros que acabaram sendo fatais. Aleixo Fumo terá que montar uma equipa com maior profundidade, capacidade de sofrimento e capaz de obrigar o Zimamoto a cometer erros.

Os “locomotivas” da Beira têm que jogar no limite e ser acutilante no ataque, onde Nelito, Dayo e Maninho são os personagens principais com a missão de tirarem melhor proveito do volume ofensivo que a sua equipa criar.

Nada de falhanços escandalosos como no embate da Supertaça Mário Coluna em que apareceram em situações privilegiadas para marcar e simplesmente fizeram aquilo que não se recomenda a um avançado. Os níveis de concentração devem ser elevados.

Andro, médio com capacidade de criar desequilíbrios, poderá ser uma peça fundamental na manobra ofensiva dos campeões nacionais.

Controlar os níveis de ansiedade é outra arma que o Ferroviário da Beira devera usar. Pois, na ânsia de querer chegar o mais cedo possível ao golo e caso tal não aconteça, os jogadores poderão em algum momento ficar apreensivos. Os primeiros 15 minutos serão determinantes, neste aspecto, para os campeões nacionais.

 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -22-06-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 


 

EQUIPAANO
Ferroviário da Beira 2014
Ferroviário da Beira2013
Liga Muçulmana2012
Ferroviário De Maputo 2011
Maxaquene2010
Ferroviário De Maputo2009
Atlético Muçulmano2008
Costa Do Sol 2007
Desportivo De Maputo2006
Ferroviário Da Beira2005
Ferroviário De Maputo2004
Ferroviário De Nampula2003
Costa do Sol2002
Maxaquene2001
Costa do Sol2000
Edição Impressa402