O País Online - A verdade como notícia

Quinta-feira
21 de Setembro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Desporto Desporto Diogo... herói na vitória do Ferroviário de Maputo

Diogo... herói na vitória do Ferroviário de Maputo

Ferroviário de Maputo vence seu homónimo da Beira em partida de atraso da 12.ª jornada do Moçambola ZAP

Diogo foi o herói na partida entre os dois “locomotivas” mais velhos, nomeadamente o da Beira e o de Maputo, na partida de atraso da 12.ª jornada do Moçambola ZAP, edição 2017. O avançado e capitão do Ferroviário de Maputo marcou aos 62 minutos do jogo, colocando a sua equipa isolada na segunda posição da prova.

Foi uma partida que colocou os dois últimos campeões nacionais, onde a irmandade foi colocada de lado, permitindo que o espectáculo, dentro das quatro linhas, fosse dos melhores. Aliás, os adeptos das duas equipas que se fizeram presentes no “caldeirão” do Chiveve não saíram desolados com o espectáculo, senão mesmo pelo resultado que foi negativo para a turma da casa.

A primeira parte do jogo não teve muitas oportunidades de golos, senão por Dayo, que por duas vezes tentou visar a baliza do Ferroviário de Maputo e Diogo, uma vez, a tentar o golo. Só mesmo na etapa complementar é que as equipas se soltaram mais e dispuseram de algumas ocasiões flagrantes de marcar.

O primeiro foi, mesmo, o Ferroviário de Maputo que tentou o golo. E só aos 17 minutos da segunda parte, 62 do jogo, é que Diogo desfez a igualdade, marcando um golo que foi bastante festejado pela turma da capital do país.

Os “locomotivas” do Chiveve reagiram, Aleixo Fumo fez entrar Maninho para o jogo, que, juntamente com Andro e Dayo procuraram chegar ao golo do empate, mas não conseguiram. Terminou o jogo com a vitória da turma de Maputo frente à equipa da Beira, no embate entre duas “locomotivas”, no jogo mais importante dos três jogos em atraso realizados esta quarta-feira.

Lucas Barrarrijo teve um regresso feliz à sua terra e a um campo que muito bem conhece. Barrarrijo foi campeão nacional em 1981 pelo Têxtil de Púnguè, enquanto jogador e como treinador do Ferroviário da Beira foi vice-campeão nacional e vencedor da Taça de Moçambique, por duas ocasiões.

Outros dois jogos terminam empatados

As outras duas partidas realizadas ontem, quarta-feira, terminaram sem abertura de contagem.

UP de Lichinga e Clube de Chibuto terminaram sem golos numa partida de fraco futebol e onde as duas equipas não tiveram oportunidades de golos, justificando-se a resultado final.

Na outra partida em atraso, o Chingale de Tete empatou, também, sem abertura de contagem com o Ferroviário de Nampula. Foi uma partida em que a turma de Nampula de tudo fez para sair com a vitória, mas os “canarinhos” de Tete fecharam-se bem em copas e não permitiram surpresas na sua baliza. Com estes resultados, o Ferroviário de Nampula descola do seu homónimo da Beira, passando para a quarta posição, com 18 pontos, e deixando o Ferroviário da Beira na quinta posição, com os mesmos 17, agora em igualdade pontual com o Clube de Chibuto. A UP de Lichinga alcança o Maxaquene na 9.ª posição, ambos com 14 pontos, enquanto o Chingale de Tete mantém a penúltima posição, com mais um ponto, ou seja, nove.

Fim-de-semana tranquilo para líderes

A 13.a jornada do Moçambola ZAP não terá jogos de grande destaque, com os líderes a terem uma jornada tranquila. A União Desportiva de Songo, por exemplo, vai ao campo da Soalpo, onde defronta o Textáfrica de Chimoio, enquanto o Ferroviário de Maputo vai ter pela frente a Associação Desportiva de Macuácua.

A Liga Desportiva de Maputo, terceira colocada, recebe, no seu campo, a UP de Lichinga. O destaque desta jornada vai para o embate de Nampula entre o Ferroviário local e o Desportivo de Nacala, jogo marcado para o Estádio 25 de Junho.

A deslocação mais difícil será a que o Costa do Sol vai realizar, para a província de Gaza, onde vai defrontar o Clube de Chibuto, avido em alcançar bons resultados em sua casa. O Ferroviário da Beira, mais uma vez, não vai jogar, em virtude de estar a preparar o jogo da segunda jornada da Liga dos Campeões, próxima terça-feira, diante do El Hilal do Sudão.


 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -21-09-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 


 

EQUIPAANO
Ferroviário da Beira 2014
Ferroviário da Beira2013
Liga Muçulmana2012
Ferroviário De Maputo 2011
Maxaquene2010
Ferroviário De Maputo2009
Atlético Muçulmano2008
Costa Do Sol 2007
Desportivo De Maputo2006
Ferroviário Da Beira2005
Ferroviário De Maputo2004
Ferroviário De Nampula2003
Costa do Sol2002
Maxaquene2001
Costa do Sol2000
Edição Impressa414