O País Online - A verdade como notícia

Terça-feira
22 de Agosto
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Desporto Desporto Moçambique perde diante do Egipto e... cruza com Mali nas meias-finais

Moçambique perde diante do Egipto e... cruza com Mali nas meias-finais

Selecção feminina de sub-16 perde por 64-61 diante do Egipto

Jogo de  "loucos" no pavilhão do Ferroviário da Beira. 37 segundos por se jogar, marcha do marcador a indicar 58-58. Desconto de tempo. Depois, num ataque esclarecido, o Egipto fez uma jogada de dois pontos e assumiu o controlo do jogo.

Moçambique ainda deu luta, mas o máximo que conseguiu foi… reduzir a desvantagem para três pontos no final do jogo: 64-61. Com esta derrota, a terceira na competição, a selecção nacional de basquetebol terminou a fase regular na quarta posição com cinco pontos e, nas meias-finais, na sexta-feira, irá cruzar caminho do Mali. Um adversário extremamente difícil porquanto é o principal candidato à conquista da prova. No outro jogo das meias-finais, Angola joga com Egipto.

No embate desta quarta-feira, Malak Khaifa, do Egipto,  esteve em evidência ao contabilizar 15 pontos e dois ressaltos em 19:20 minutos na quadra. Do lado de Moçambique, Nelly Macdonald foi a melhor cestinha com 18 pontos em 22:23 minutos na quadra, tendo sido secundada por Noémia Massingue, com 13.

No primeiro jogo, a selecção nacional de basquetebol do  Mali derrotou a sua similar de Angola, por 60-43. As malianas termiraram, desta forma, a primeira fase no primeiro posto com oito pontos, resultantes de quatro vitórias em igual número de jogos.

No embate desta quarta-feira, Aissetou Coulibaly volotou a estar em destaque ao contabilizar 19 pontos, dois ressaltos e seis assistências durante os 34:02 minutos em que esteve na quadra. Do lado de Angola, Cátia Lourenço foi a melhor cestinha com 10 pontos em 28 minutos na quadra.

O Mali dominou todos os períodos, tendo saído do primeiro a vencer pelo parcial de 15-6. Já no segundo quarto, as detentoras do troféu voltaram a comandar a marcha do marcador com o parcial de 14-8. No terceiro quarto, o mais equilibrado, terminou com uma vantagem de apenas um ponto para o Mali: 16-15. No quarto e último período, o Mali venceu pelo parcial de 16-13.


 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -22-08-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 


 

EQUIPAANO
Ferroviário da Beira 2014
Ferroviário da Beira2013
Liga Muçulmana2012
Ferroviário De Maputo 2011
Maxaquene2010
Ferroviário De Maputo2009
Atlético Muçulmano2008
Costa Do Sol 2007
Desportivo De Maputo2006
Ferroviário Da Beira2005
Ferroviário De Maputo2004
Ferroviário De Nampula2003
Costa do Sol2002
Maxaquene2001
Costa do Sol2000
Edição Impressa411