O País Online - A verdade como notícia

Domingo
23 de Abril
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Economia

Economia

França financia desenvolvimento da Reserva do Gilé

França financia desenvolvimento da Reserva do Gilé

A Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) vai desembolsar um milhão de euros para financiar o desenvolvimento da Reserva Nacional do Gilé,   

Ler mais...
Brasil será um dos poucos países a sair da crise fortalecido

Brasil será um dos poucos países a sair da crise fortalecido

O Brasil será um dos poucos países a sair da crise fortalecido

Ler mais...

Economia chinesa cresceu 6,1% no 1º trimestre

A economia chinesa cresceu apenas 6,1 por cento no primeiro trimestre de 2009, o valor mais baixo da última década, anunciou esta quinta-feira o director do Serviço Nacional de Estatísticas, Ma Jiantang. O crescimento abrandou 4,5 pontos em relação a igual período de 2008 e ficou 0,7 pontos abaixo do trimestre anterior, reflectindo o impacto da crise económica global. A economia chinesa - a terceira maior do mundo, a seguir aos Estados Unidos e Japão - “está confrontada com a pressão de um abrandamento”, disse um porta-voz do Serviço Nacional de Estatísticas. A crise global tem provocado, nomeadamente, uma acentuada queda das exportações chinesas. O crescimento anunciado hoje aproxima-se do valor previsto pelo Banco Mundial para a economia chinesa em 2009 (6,5 por cento), mas fica 1,9 pontos aquém da meta de 8 por cento, preconizada pelo Governo chinês. A economia chinesa cresceu em média 9,8 por cento ao ano desde que o Partido Comunista Chinês adoptou a política de “reforma e abertura”, no final da década de 1970. Mas já em 2008, o crescimento abrandou para 9 por cento, menos quatro pontos que no ano anterior, e este ano poderá registar o valor mais baixo em quase duas décadas. A última vez que a economia chinesa cresceu abaixo dos 7,5 por cento foi em 1990, após a sangrenta repressão militar do movimento pró-democracia da Praça Tiananmen, que isolou o país na cena internacional

"500 milhões de euros" vão apoiar agricultura em África

Um fundo de investimento que terá 500 milhões de euros foi criado para apoiar o desenvolvimento das pequenas empresas agrícolas em África,

Ler mais...
Alfândegas apreendem bebidas e medicamentos

Alfândegas apreendem bebidas e medicamentos

As autoridades aduaneiras na província central de Tete apreenderam, recentemente, grandes quantidades de bebidas e fármacos não especificados, durante uma operação realizada na antiga Fábrica de Refrigerantes. A mercadoria, que inclui 746 caixas de cerveja e bebidas espirituosas, foi apreendida nos dias 4 e 6 de Abril corrente, pelos serviços provinciais das Alfândegas naquela província, devido a suspeitas de a mesma ser de origem duvidosa. Segundo um comunicado da Autoridade Tributaria de Moçambique, recebido hoje pela AIM, a bebidas apreendidas incluem 267 caixas de cerveja de marca “Carlsberg”, 300 de marca “Heineken”, 40 de “Huntersgold”, 42 de “Redbull”, 30 caixas de “whisky” de marca diversa, sete caixas de “Gin”, dez de “Martin Rosso” e cinco de champanhe. A referida mercadoria está avaliada em 361.080 meticais, sendo que as imposições aduaneiras estão orçadas em 372.502,84 meticais. “Quanto aos medicamentos, estes serão entregues à Direcção Provincial da Saúde de Tete para o devido encaminhamento”, refere o comunicado. Nos últimos tempos, as Alfândegas de Moçambique têm vindo a levar a cabo operações com vista a combater o contrabando, o que resultou na apreensão de várias quantidades de mercadorias diversas, com destaque para bebidas alcoólicas.

OPEP revê em baixa estimativa da procura para 2009

OPEP revê em baixa estimativa da procura para 2009

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) baixou esta quarta-feira novamente a sua previsão de procura de crude para 2009, na sequência da baixa do consumo resultante da recessão mundial. "A procura de petróleo ressente-se cada vez mais da recessão mundial. Dados recentes sobre a economia mundial indica um adiamento da sua recuperação até 2010, levando a uma redução suplementar da previsão de procura de crude de 0,4 milhões de barris por dia", sublinha a OPEP no seu relatório mensal de Abril. A OPEP aponta doravante para uma baixa de 1,37 milhões de barris de petróleo por dia (1,6 por cento) em 2009, face a 2008. No relatório de Março, o cartel, com sede em Viena, avaliava esta quebra em 1,01 milhões de barris diários.

Investimento externo chinês caiu 20,6 %

Investimento externo chinês caiu 20,6 %

O investimento externo na China caiu 20,6 por cento no primeiro trimestre deste ano,

Ler mais...
Gaza inicia colheita de arroz de origem chinesa

Gaza inicia colheita de arroz de origem chinesa

A província de Gaza, concretamente no distrito de Xai-Xai, começou a colher arroz de origem chinesa, desde a semana passada.

Ler mais...
EDM perde 300 mil USD, em Tete, devido a roubos

EDM perde 300 mil USD, em Tete, devido a roubos

A informação foi revelada pelo director local da empresa EDM.

Ler mais...
Moçambique abre-se à terceira operadora móvel

Moçambique abre-se à terceira operadora móvel

Há empresas de telefonia móvel estrangeiras interessadas em operar no país. 

Ler mais...
EDM aumenta vendas de enegia em 65%

EDM aumenta vendas de enegia em 65%

Este sucesso foi alcançado graças ao aumento da taxa de electrificação.

Ler mais...

EUA: Reunião dos ministros das Finanças do G7 e do G20

Os Estados Unidos anunciaram esta segunda-feira que decorrerá a 24 de Abril, em Washington, uma reunião de ministros das Finanças do G7,

Ler mais...
Mais 1,2 milhões de pessoas têm energia eléctrica

Mais 1,2 milhões de pessoas têm energia eléctrica

Mais 1,2 milhões de pessoas, passaram a ter acesso a energia eléctrica.

Ler mais...
Portugal está no 'top 20' dos países mais endividados

Portugal está no 'top 20' dos países mais endividados

A crise financeira tem estado a colocar pressão sobre os orçamentos de todos os países.

Ler mais...
PM chinês garante que a economia está a recupera-se

PM chinês garante que a economia está a recupera-se

O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, disse esta segunda-feira que a economia chinesa mostrou, no primeiro trimestre deste ano, alguns sinais positivos antes do esperado, devido ao plano de estímulo económico adoptado em Novembro passado. Wen Jiabao mostrou-se, no entanto, prudente, quando em entrevista ao diário Chine Daily, hoje divulgada, disse que "a China não pode salvar o mundo nem sobreviver sem o mundo". O dirigente chinês considerou como sinais positivos que o consumo interno tenha aumentado de forma sustentável e o investimento em activos fixos tenha crescido a bom ritmo nos 3 primeiros meses do ano. Ao mesmo tempo, as importações e exportações registaram um ligeiro aumento mensal nesse período, apesar de terem diminuído em termos anuais. Estes indicadores são um sinal de que alguns sectores e empresas chinesas estão em processo de recuperação gradual, adiantou o primeiro-ministro, acrescentando que o índice de compras e de confiança empresarial também aumentaram. Apesar dos sinais positivos, Wen reconheceu que o seu país, terceira potência do mundo em termos de PIB (produto Interno Bruto) enfrenta graves dificuldades devido à contracção da procura externa dos seus principais clientes: Estados Unidos, União Europeia e Japão.

Governo apoia comercialização agrícola

Governo apoia comercialização agrícola

O Governo moçambicano, com a assistência dos seus parceiros de cooperação, vai, a partir do presente ano agrícola, disponibilizar fundos

Ler mais...
British Telecom vai cortar mais 10 mil postos de trabalho

British Telecom vai cortar mais 10 mil postos de trabalho

A British Telecom prepara-se para eliminar mais 10 mil postos de trabalho

Ler mais...
Empresários propõem cortes nas despesas públicas

Empresários propõem cortes nas despesas públicas

Com vista a minimizar os efeito da crise.

Ler mais...
New Frontier Bank é a maior falência financeira do ano

New Frontier Bank é a maior falência financeira do ano

O New Frontier Bank, do Colorado, fechou as portas sexta-feira,

Ler mais...

China: Exportações voltaram a cair em Março

As exportações chinesas voltaram a cair em Março, pelo quinto mês consecutivo,

Ler mais...
Página 322 de 325

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -21-04-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa 393