O País Online - A verdade como notícia

Sexta-feira
31 de Julho
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Economia Economia Agrónomo brasileiro José Graziano poderá ser director-geral da FAO

Agrónomo brasileiro José Graziano poderá ser director-geral da FAO

 

Com eleições marcadas para o fim deste mês

Trata-se do homem que criou a estratégia “Fome Zero“, no Governo de Lula da Silva, iniciativa que tirou 28 milhões de pessoas da pobreza, em apenas oito anos.

O agrónomo brasileiro José Graziano da Silva poderá ser o próximo director-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, nos próximos anos, em substituição do senegalês Jacques Diouf, no cargo há 17 anos. As eleições naquele que é o primeiro órgão das Nações Unidas, criado após a segunda Guerra Mundial, terão lugar no fim deste mês, na capital italiana, Roma.

Com a sua eleição, o candidato brasileiro terá pela frente o desafio de conduzir uma Organização com a responsabilidade de continuar a luta pela erradicação da fome, alcançar reformas sustentáveis de produção de alimentos e gerenciar os sistemas alimentares mundiais.

José Graziano da Silva, agrónomo e professor universitário, coordenou a elaboração de estratégias “Fome Zero” como ministro extraordinário de Segurança Alimentar e Combate à Fome, como assessor directo do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva.

Leia mais na edição impressa do «Jornal O País»
 

"Ninguém ignora tudo. Ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa. Todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre."

 

Paulo Freire

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


publicidade

Moeda

Compra

Venda

DolarUSD37,72 38,48
Rand ZAR 2,97 3,03
EuroEUR41,2542,09
LibraGBP58,8860,06
IeneJPY0,30690,3131

Edição Impressa e O Tempo

   
Edição Impressa O Tempo

Edição Impressa 31-07-2015

 

Maputo

 

Inhambane

  Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa - O País Económico

Edição Impressa 301