O País Online - A verdade como notícia

Sexta-feira
24 de Março
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Economia Economia Dunduro quer mais turistas a meter dinheiro nos cofres do Estado

Dunduro quer mais turistas a meter dinheiro nos cofres do Estado

Ministro falava na cerimónia de lançamento da nova imagem do Pestana Rovuma Hotel

Num evento bastante concorrido, Silva Dunduro desafiou o empresariado do sector hoteleiro a trazer mais turistas ao país, como forma de arrecadar dinheiro para os cofres do Estado, numa altura em que a contribuição deste sector ronda os 2.5% na economia nacional. “O Destino Maputo, em particular, e Moçambique, no geral, devem ser mais visitados por turistas e, estes, no tempo da sua estadia, devem deixar mais dinheiro ao país”, disse Dunduro, realçando que o sector hoteleiro deve ser mais agressivo na sua actuação. “Exortamos aos empresários que actuam neste sector no sentido de serem mais agressivos”, afirmou Dunduro, mas não parou por aí. Lembrou aos hoteleiros que devem apostar na promoção da cultura moçambicana na prestação dos seus serviços. “Os empreendimentos de hotelaria e restauração deverão incluir, nas suas acções, uma boa dose do produto cultural local, como, por exemplo, a gastronomia típica moçambicana e as manifestações artísticas e culturais de Moçambique”, disse.

Por sua vez, o administrador do grupo Pestana em Moçambique, Pedro Martins, prometeu elevar o sector hoteleiro no país, promover a cultura e o emprego. “Somos, hoje, parte de uma indústria que contribui em cerca de 6% da economia mundial e cerca de 11% do emprego. Portanto, o sector do turismo é muito importante a nível mundial. É uma indústria inclusiva, aglutinadora de outros sectores, motor do desenvolvimento económico e social”, disse Martins.

 A cerimónia de lançamento da nova imagem do Pestana Rovuma Hotel contou com a presença do ministro da Justiça, Isac Chande, do antigo bastonário da Ordem dos Advogados, Tomás Timbana, do antigo deputado da Assembleia da República, Teodoro Waty, entre outras personalidades.

Sobre o Pestana Rovuma Hotel

O Pestana Rovuma Hotel existe em Moçambique desde Junho de 1998 (há cerca de 20 anos) e pertence ao grupo português Pestana. Aliás, Moçambique foi o primeiro país no qual o grupo Pestana internacionalizou-se, estando agora o grupo em 15 países.

Além do Pestana Rovuma Hotel, o grupo detém, no país, o Pestana Inhaca Lodge, na ilha de Inhaca, Cidade de Maputo, e o Pestana Bazaruto, na ilha de Bazaruto, em Inhambane.

 


 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -24-03-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa 390