O País Online - A verdade como notícia

Sábado
23 de Setembro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Economia Economia EDM e TDM-Mcel fecham acordo para partilha de recursos

EDM e TDM-Mcel fecham acordo para partilha de recursos

Acordo entre EDM e TDM-Mcel vai permitir a formação de quadros as instituições em matérias técnicas, de gestão e de liderança

Se o apelo do Governo era no sentido de as empresas fecharem negócios na Feira Internacional de Maputo, a EDM e TDM-Mcel atenderam à exortação. AS duas empresas públicas assinaram um memorando, na FACIM, para a partilha de recursos logísticos e técnicos. O acordo foi assinado pelos presidentes dos conselhos de administração da EDM e da TDM-Mcel.

O objectivo é racionalizar os meios e melhorar a situação económica das empresas. Para a TDM-Mcel, o acordo fechado na sexta-feira é um dos primeiros, desde que tem um conselho de administração único. “É possível empresas em situações difíceis darem-se as mãos e, em conjunto, ultrapassarem essas dificuldades, com vista a melhorar a qualidade dos serviços. Esta vontade de melhorar e partilhar recursos é reciproca”, disse Mahomed Rafique Jusob, Presidente do Conselho de Administração da TDM-Mcel, que falava minutos após assinar o acordo.

A Electricidade de Moçambique espera que a TDM-Mcel melhore a sua situação económica, depois da insustentabilidade das duas empresas de comunicação ter levado o Governo a decidir-se pela sua fusão. “Eu acredito que a TDM-Mcel vai levantar-se. E nós comprometemo-nos a estar juntos nessa operação de levantar a TDM-Mcel.

A EDM também vai fortificar-se. E nós não conseguimos ser fortes sem a TDM-Mcel nos emprestar o seu ombro”, disse, por sua vez, Mateus Magala, PCA da empresa Electricidade de Moçambique.

Além da partilha de recursos logísticos e técnicos, o acordo fechado, este sábado, na FACIM, vai permitir a formação de quadros da EDM e TDM-Mcel em matérias técnicas, de gestão e de liderança.

 


 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -22-09-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa414