O País Online - A verdade como notícia

Quinta-feira
19 de Outubro
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Economia Economia Preço do frango não vai aumentar na quadra festiva

Preço do frango não vai aumentar na quadra festiva

Higest Moçambique anunciou que preço do frango não irá sofrer nenhuma alteração até depois das festividades do Natal e do Fim de Ano

A empresa Higest Moçambique anunciou esta semana, na Matola, província de Maputo que o preço do frango não irá sofrer nenhuma alteração até depois das festividades do Natal e do Fim de Ano, devido ao aumento de níveis de produção e de stock disponível.

Esta informação foi veiculada por Mário Couto, director-geral daquela empresa, durante um encontro com uma equipa multissectorial, composta por directores nacionais, no âmbito da avaliação da disponibilidade alimentar e preparação do lançamento da campanha agrária 2017/2018 na província de Maputo. Segundo Couto, a não alteração do preço do frango resulta da previsão de produção no quarto trimestre deste ano, de 1 700 toneladas do produto e a empresa tem em stock 350 toneladas, e uma produção diária de 15 toneladas, o que vai permitir com que o preço não seja alterado.

A pensar no futuro, a Higest Moçambique tem estado a direccionar os seus esforços no sentido de aumentar a sua capacidade de produção e diversificar o seu leque de oferta, privilegiando parceiros nacionais, e está empenhada na melhoria da qualidade dos seus produtos, como ração, pintos e ovo de incubação.

No final de três visitas ao distrito da Matola, Anastácio Chembeze, chefe da equipa dos directores, disse que, no terreno, há um grande empenho e entrega dos produtores para aumentar os níveis de produção e de produtividade, e aliado a isso, há um enorme esforço na melhoria da qualidade dos produtos.

 

 


 

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -18-10-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa419