O País Online - A verdade como notícia

Sexta-feira
23 de Junho
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início Entrevistas Entrevistas “Não houve renovação com Artur Semedo por falta de boa vontade”

“Não houve renovação com Artur Semedo por falta de boa vontade”

Presidente da UDS fala da época futebolística 2017 e da possível ida de Luís Miquissone a Europa 

O presidente da União Desportiva de Songo, José Costa, diz que a não renovação do contrato com o técnico moçambicano Artur Semedo, deveu-se a falta de boa vontade entre a direcção da sua colectividade e o próprio treinador. Mas também acreditava-se que a suspensão que seria imposto ao técnico, depois dos pronunciamentos do técnico, no final do jogo entre a sua equipa e o Ferroviário da Beira, que ditou a conquista do título nacional por parte dos “locomotivas” do Chiveve, terá contribuído para a não renovação com Artur Semedo.

Nas linhas abaixo, acompanhe o extracto da conversa com José Costa, presidente da União Desportiva de Songo.

O que terá acontecido para que não houvesse renovação de contrato com Artur Semedo para a presente temporada?

Não houve nada de grave. Simplesmente não houve espírito de boa vontade, tanto da parte da direcção do clube, como da parte do Artur Semedo. Mas também porque nós acreditávamos que ele fosse suspenso por muito mais tempo do que foi anunciado agora. Partindo do princípio de que íamos ficar muito tempo sem o treinador principal, não podíamos inscrevê-lo como treinador e a equipa tinha que ter um treinador inscrito, muito por causa das competições africanas.

Isso contribuiu para a não renovação com o técnico?

Partimos desta primícia, mas felizmente para todos amantes do futebol e infelizmente para nós, União Desportiva de Songo, só há pouco soubemos que a suspensão, afinal de contas, foi de tempo muito curto, isto é, de 45 dias a partir da semana passada. Se tivéssemos inscrito a ele teríamos apenas alguns jogos sem ele, num número de cerca de cinco a seis jornadas sem treinador, mas depois contaríamos com ele. Mas na altura, os dados que nos foram fornecidos era que a suspensão podia ser mais superior que esta anunciada.

Para Chiquinho Conde, o que lhe foi pedido?

Ao Chiquinho Conde foi-lhe pedido tudo o que tinha sido pedido ao Artur Semedo desde o primeiro dia que chegou a Songo. Foi-lhe pedido o campeonato, a Taça de Moçambique e a Taça da Liga. E uma das coisas ele tinha que conquistar. Claro que ele só conquistou no segundo ano em que lá esteve, no ano passado, a Taça de Moçambique. Ao Chiquinho Conde foi-lhe pedido a mesma coisa. E tem que lutar para trazer algum troféu para vila de Songo.

Que condições foram dadas ao técnico Chiquinho Conde?

Ao mister Chiquinho nós demos as mesmas condições que demos ao Artur Semedo. Ele pediu jogadores da sua confiança e nós fizemos esforços para garantir o concurso desses jogadores que ele pediu. Julgamos que é possível fazer uma boa campanha com os jogadores de que dispomos, pois são os melhores que o técnico nos pediu. Agora é só esperar que os resultados apareçam.

Que resultados esperam?

A conquista do título nacional. E porque não pensar com os restantes títulos... Acho que estamos em boas condições de conquistar troféus nas competições em que vamos participar. Contamos com um bom treinador, temos os melhores jogadores e julgo que criamos condições para que este ano volte a ser de muito sucesso.

Conta-nos o que terá acontecido com Luís Miquissone. Foi a Europa, mais concretamente a Alemanha e Portugal e não conseguiu ficar. O que aconteceu, de facto?

O Luís Miquissone conseguiu singrar em Portugal. Simplesmente é que as negociações passam pelo clube. Porque uma coisa é ir lá fazer testes e ser aprovado, etc. Mas Miquissone tem um contrato com o nosso clube que envolve valores. Nós já fizemos nossa contra proposta ao clube que pretende o Miquissone e agora estamos a espera da resposta deles. Para a contratação de Luís Miquissone, enquanto o clube e o próprio jogador não saírem a ganhar, não sei porque vamos fazer esse tipo de negócio. O jogador da estatura do Miquissone tem tempo certo para explodir em qualquer campeonato e ele já demonstrou isso. Miquissone foi o melhor jogador e melhor marcador da época passada e por isso dá para termos ideia de que há tempo certo para o Miquissone explodir em qualquer campeonato do mundo de futebol. Claro que o Miquissone quer muito esta explosão e dedica-se muito para poder ter essa oportunidade, mas neste momento tem que haver um negócio em que o clube e o próprio Miquissone ganhem. Agora, fazer um negócio em que ganham os intermediários e os chamados empresários e o clube e o jogador não ganham nada, não vale nada. E não podemos esquecer que Miquissone nasceu e cresceu dentro da então HCB e temos que dar tempo ao tempo para que todos saiam em vantagem.

Luís Miquissone conta com 21 anos e temos tempo para amadurecê-lo e coloca-lo no mercado internacional, que é todo nosso desejo e desejo dele mesmo. Mas tem que haver regras e negociações.

Mas com qual clube estão em negociações?

Como estamos ainda na fase negocial e existem muitos outros clubes interessados, não podemos revelar o nome do clube que está mais e melhor posicionado para a contratação de Miquissone. Mas também, uma vez que nós fizemos uma contra proposta e ainda não tivemos resposta, temos que esperar para sabermos quem, a partir de Junho ou final do ano, vai tomar a rédeas e assumir o ganho do Luís e do clube no meio disso tudo.

Qual foi a proposta inicial apresentada para o tal clube?

O que posso dizer é que é uma contra proposta elevada. Mas é assim, há ofertas e nós temos contra propostas. Mas não é baixa… é mesmo elevada, porque trata-se do nosso melhor jogador.

 

Fotogaleria: DIA DOS HERÓIS MOÇAMBICANOS

DANƁ-TRADICIONAL..jpg

Link Externo Esta ligação irá abrir o SAPO Fotos.

Fotogaleria :VISITA DE RECEP ERDOGAN A MOÇAMBIQUE

Destaque1.jpg

Link Externo Esta ligação irá abrir o SAPO Fotos.

"Moçambique tem tudo para ser uma potência de África e do mundo.

Tem riqueza que chega para todos. Falta é de inteligências."

 

Adelino Timóteo


publicidade

Edição Impressa e O Tempo

 Edição  O Tempo

 Edição Impressa -22-06-2017

Impressa

 

Maputo

 

Inhambane

 Beira
 

Nampula

 
 

Edição Impressa402